Jogo Manual TEIMOSINHA - DUPLA SENA Acione a tecla

Comments

Transcription

Jogo Manual TEIMOSINHA - DUPLA SENA Acione a tecla
11.2.9 - Jogo Manual TEIMOSINHA - DUPLA SENA
Módulo 11 - GTECH
Jogo Manual TEIMOSINHA - DUPLA SENA
TEIMO
Acione a tecla
PRONTO
No jogo Teimosinha, é possível participar em
mais de um sorteio com os mesmos números.
Para isso, basta teclar <TEIMO>; o número de
sorteios pode variar entre 2, 4 ou 8 sorteios.
DUPLA SENA
Na ilustração abaixo, podemos ver o jogo
depois de digitado.Assim também é o jogo
manual simples. A única diferença é que o
apostador vai participar de 4 concursos com os
mesmos números.
PRONTO
A: 6
F:
JOGO A
ENTRE DEZENAS
25 27 30 34
39
B:
G:
C:
H:
D:
I:
1
3
RECIBO
TOTAL
R$ 4,00
R$ 4,00
LOT - ON
FIN - OFF
Digite as seis dezenas constantes no volante.
Você verá que, automaticamente, elas vão
preenchendo os espaços vazios. Depois de
concluída e conferida a digitação, acione a
tecla <ENVIAR>.
DUPLA SENA
11
JOGOS
SORTEIOS
E:
J:
LOT - ON
FIN - OFF
E
N
V
I
A
R
Após teclar <ENVIAR, surgirá a seguinte tela:
PRONTO
DUPLA SENA
01 JOGO (S)
06 DEZENAS
RECIBO
00 SURP.
04 CONC (S)
R$ 4,00
CONFIRME O VALOR
SE OK, TECLE <ENVIAR>
Depois de conferidos os dados e os valores e
ser acionada a tecla <ENVIAR>, o terminal
emitirá o(s) Bilhete(s)/Recibo(s) do(s) jogo(s) efetuado(s), que deverá ser entregue ao
apostador para que ele tenha como receber
seu prêmio, caso acerte as dezenas.
LOT - ON
FIN - OFF
90
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.2.9 - Jogo Manual COMBINADA - DUPLA SENA
Módulo 11 - GTECH
Jogo Manual COMBINADA - DUPLA SENA
PRONTO
COMB
Acione a tecla
DUPLA SENA
COMBINADA 10
No jogo Combinado, é possível a combinação
de 7 a 15 dezenas. Para isso, é necessário o
acionamento da tecla <COMB> até o número
de dezenas que se deseja combinar.
No exemplo ao lado/abaixo, simulamos a combinação de 10 dezenas (11, 17, 25, 27, 30, 31,
34, 39, 43 e 48).
JOGOS
SORTEIOS
1
2
RECIBO
TOTAL
R$ 210,00
R$ 210,00
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
11
34
Depois de digitadas todas as dez dezenas, o
visor ficará conforme a figura, que podemos
observar ao lado. Após a visualização das
dezenas, se corretas, teclar <ENVIAR>.
DUPLA SENA
COMBINADA 10
JOGO A
ENTRE DEZENAS
17 25 27 30
31
39 43 48
A: 10 B:
F:
G:
C:
H:
D:
I:
E:
J:
LOT - ON
FIN - OFF
Após teclar <ENVIAR>, surgirá a seguinte tela:
PRONTO
DUPLA SENA
01 JOGO (S)
10 DEZENAS
RECIBO
00 SURP.
01 CONC (S)
R$ 210,00
Depois de conferidos os dados e os valores e
ser acionada a tecla <ENVIAR>, o terminal
emitirá o(s) Bilhete(s)/Recibo(s) do(s) jogo(s) efetuado(s), que deverá ser entregue ao
apostador para que ele tenha como receber
seu prêmio, caso acerte as dezenas.
CONFIRME O VALOR
SE OK, TECLE <ENVIAR>
LOT - ON
FIN - OFF
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
91
11.2.10 - LOT. PROG. (VALIDAÇÃO DE BILHETE DE LOTERIA PROGNÓSTICOS)
Módulo 11 - GTECH
11.2.10 - LOT. PROG. (VALIDAÇÃO DE BILHETE DE LOTERIA PROGNÓSTICOS)
PRONTO
VALIDAÇÃO ON-LINE
INSIRA O RECIBO NA
LEITORA OU
DIGITE O NÚM. SERIAL
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
Para pagamentos de prêmios de loterias de
prognósticos.
Método Automático = Tecle LOT PROG e passe,
na Leitora Ótica, o bilhete do cliente, com o
código de marcas voltado no sentido da leitora
e com a impressão voltada para o operador.
Método Manual = Se o bilhete, por qualquer
razão, não puder ser lido, tecle LOT PROG e
digite o número de série localizado logo abaixo do código de barras.
PRONTO
NÃO PAGUE.
NÃO É
PREMIADO
ENCAMINHE O CLIENTE ÀCAIXA
ECONÔMICA FEDERAL
080–00592467–18472
05JUNHO2001
PRONTO
NÃO PREMIADO OU
PRONTO
PRÊMIO NÃO DISPONÍVEL
(SORTEIO HOJE )
080–00592467–18472
INVALIDAÇÃO
080–00592467–18472
REEMBOLSO R$ 210,00
05JUNHO2001
E. LOTÉRICO 12 345678 – 9
080–00048076–22104
LOT - ON
FIN - OFF
92
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.2.10 - LOT. PROG. (VALIDAÇÃO DE BILHETE DE LOTERIA PROGNÓSTICOS)
Módulo 11 - GTECH
LOT. PROG. (VALIDAÇÃO DE BILHETE DE LOTERIA DE PROGNÓSTICOS) continuação
PRONTO
PRONTO
VALIDAÇÃO ON-LINE
VALIDAÇÃO ON-LINE
0 8 0 -1 2 3 4 5 6 7 9 -1 2 3 7 2
0 8 0 -1 2 3 4 5 6 7 9 -1 2 3 7 2
VALOR DO PRÊMIO
R$ 1.500,00
TECLE < 1 > P / CONFIRMAR O
PAGAMENTO.
TECLE < 2 > P / CANCELAR A
PRÊMIO R$ 1.500,00
05JUN2001
E. LOTÉRICO 12. 345678 – 9
080–00007777–07716
ENTREGUE O RECIBO PARA O CLIENTE
LOT - ON
FIN - OFF
Versão 2005
LOT - ON
FIN - OFF
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
93
11.2.11 - RESULTADOS
Módulo 11 - GTECH
11.2.11 - RESULTADOS
1. Acionando a tecla <RELAT>, vai aparecer o
menu de relatórios, conforme figura ao lado.
PRONTO
MENU DE RELATÓRIOS
1.
2.
3.
4.
5.
R E S U LTAD O S O F I C IAI S
R E L A T. F I N A N C E I R O S
NOTÍCIAS
J O G O S D A L OTECA
JOGOS DO LOTOGOL
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
2. Utilizando o teclado numérico, selecione o
tipo de relatório desejado, por exemplo:
1 ( MEGA – SENA ).
PRONTO
RESULTADOS OFICIAIS
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
MEGA-SENA
QUINA
SUPERSENA
LOTOMANIA
BOLÃO
LEF
LOTECA
LOTOFÁCIL
DUPLA SENA
0. FEDERAL
A. LOTOGOL
SELECIONE #
PRONTO
REL.MEGA-SENA
3. Siga as solicitações contidas na tela e, com
o teclado numérico, selecione o tipo de relatório desejado; conforme o nosso exemplo,
digite 1.
1. R E S U L T A D O / R A T E I O
2. Ú L T I M O R E S U L T A D O S
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
ENTRE NÚM. SORTEIO
OU
TE C LE E N V IAR PARA
SORTEIOCORRENTE
4. Se quiser imprimir o último resultado do
jogo da Mega-Sena, pressione a tecla
<ENVIAR>, e o resultado vai aparecer na tela.
Pressione a tecla.
IMPR
TELA
LOT - ON
FIN - OFF
94
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.2.12 - RELATÓRIO FINANCEIRO
Módulo 11 - GTECH
11.2.12 - RELATÓRIO FINANCEIRO
PRONTO
RELAT
1. Acione a tecla
MENU DE RELATÓRIOS
6. R E S U L T A D O S O F I C I A I S
7. R E L A T. F I N A N C E I R O S
8. N O T Í C I A S
9. J O G O S D A L OTECA
10. JOGOS DO LOTOGOL
11. R E L T. S I S T. F I N A N C E I R O
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
RELAT. FINANCEIRO
3. Utilizando o teclado numérico, selecione o
tipo de relatório financeiro desejado,
por exemplo, 1 (RESUMO DO DIA ).
1. R E S U M O D O D I A
2. C O B R A N Ç A D E LO T E R I A S
3. C O B R A N Ç A D E C O N T A S
4. T A R I F A Ç Ã O D E C O N T A S
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
RESUMODODIA
4. Siga as solicitações contidas na tela e, com
o teclado numérico, selecione o tipo de relatório desejado; selecione a opção 1 ( HOJE ).
1. H O J E
2. D O M I N G O
3. S E G U N D A – F E I R A
4. T E R Ç A – F E I R A
5. Q U A R T A – F E I R A
6. Q U I N T A – F E I R A
7. S E X T A – F E I R A
8. S Á B A D O
SELECIONE #
PRONTO
RELTÓRIO IMPRESSO
Versão 2005
LOT - ON
FIN - OFF
4. Automaticamente, o terminal vai imprimir o
relatório solicitado. Retire o recibo e faça a
consulta desejada.
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
95
11.2.12 - REIMPRESSÃO
Módulo 11 - GTECH
REIMPRESSÃO
PRONTO
1. Se acionar a tecla <REIMP>, vai aparecer o
menu de relatórios, conforme a figura ao lado.
Selecione o item desejado.
REIMPRIMIR ÚLTIMO / A
12. TRANSAÇÃO
13. APOSTA
14. INVALIDAÇÃO
15. PAG. PRÊMIO PROGN.
16. CONTA
17. PAG. PRÊMIO FEDERAL
18. ENCALHE DE FEDERAL
19. PAG. PRÊMIO INSTANT
20. REIMP. SIST. FINANCEIRO
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
CANCELAMENTO
PRONTO
1. Ao acionar a tecla <CANC>, vai aparecer a
seguinte tela ao lado:
Siga as instruções que aparecem no visor.
CANC
INVALIDAÇÃO
INSIRA O RECIBO NA
LEITORA OU
DIGITE O NÚM SERIAL
–
–
TECLE ENVIAR
96
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.2.13 - BILHETE FEDERAL
11.2.13 - BILHETE FEDERAL
Módulo 11 - GTECH
BIL
FED
PRONTO
Opção - 1
PRONTO
BILHETE FEDERAL
1. PAGAMENTO DE PRÊMIOS
2. ENCALHES DE BILHETES
SELECIONE #
LOT - ON
FIN - OFF
LOT - ON
FIN - OFF
Opção - 2
PRONTO
ENCALHE DE BILHETES
EXTRA BILHET SER DEC VALIDAÇÃO
PRONTO
INVALIDAÇÃO
080–00592467–18472
REEMBOLSO R$ 210,00
05JUNHO2001
E. LOTÉRICO 12 345678 – 9
LOT - ON
FIN - OFF
080–00048076–22104
LOT - ON
FIN - OFF
INSTANTÂNEA
PRONTO
VALIDAÇÃO INSTANT.
EMISSÃO SÉRIE ALEATÓRIO VALIDAÇÃO
PRONTO
INVALIDAÇÃO
080–00592467–18472
REEMBOLSO R$ 210,00
LOT - ON
FIN - OFF
05JUNHO2001
E. LOTÉRICO 12 345678 – 9
080–00048076–22104
LOT - ON
FIN - OFF
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
97
TERMINAL ISYS GTECH - VENDA
Módulo 11 - GTECH
TERMINAL ISYS GTECH - VENDA
PRONTO
COD. REVENDEDOR
LMA
TOTAL
NºTERMINAL
VALOR DA APOSTA
HORÁRIO
NºTRANSAÇÃO
VALOR TOTAL DAS APOSTAS
LOT - ON
FIN - OFF
PRONTO
12.345678-9
LMA
TOTAL
98
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
1234
1,00
08 : 04 : 58
07825843
R$ 1,00
Versão 2005
TERMINAL ISYS GTECH
Módulo 11 - GTECH
TOTAL
TOTAL
PRONTO
TOTAL
R$ VALOR TOTAL DAS TRANSAÇÕES
ENTRE C/ VAL. RECEB
Exemplo:
R$ VALOR RECEBIDO DO CLIENTE
PRONTO
TOTAL
R$ 15,00
LOT - ON
FIN - OFF
ENTRE C/ VAL. RECEB
R$ 20,00
TOTAL
Digite
LOT - ON
FIN - OFF
novamente
PRONTO
LOT - ON
FIN - OFF
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
99
11.2.14 - TERMINAL ISYS GTECH - CALL CENTER - HOT LINE
Módulo 11 - GTECH
11.2.14 - CALL CENTER - HOT LINE
O HOT LINE pode ser acessado de segunda a domingo, entre 6h e 0h, horário de Brasília, por
meio de ligação gratuita pelo telefone – 0800-78 7700.
Suas ligações serão recebidas por um sistema computadorizado URA (Unidade de Resposta
Audível) capaz de comunicar-se com o cliente e interpretar as informações discadas no teclado do seu telefone.
Ao discar para o HOT LINE GTECH, você receberá uma mensagem de saudação e uma solicitação para digitar seu código de permissão:
“Bom-dia / Boa-tarde / Boa-noite. Bem-vindo a GTECH Brasil!”
“Por favor, Digite o código de sua Unidade Lotérica”.
A partir daí, a URA vai disponibilizar um Menu de opções que agilizará sua ligação.
Neste Menu, você terá as seguintes opções:
Para Suprimentos,
disque 3
Suporte Técnico,
disque 4
Resultados e Rateios,
disque 5
Para cancelamento,
disque 6
Para sair do sistema,
disque 0
ESCOLHENDO A OPÇÃO 3 (MENU DE SUPRIMENTOS)
Nesta opção, a URA vai fornecer a você um Menu conforme abaixo:
Para Bobinas,
Fitas Entintadas,
Cartão de postagem,
Volantes,
Outros serviços,
Voltar ao menu principal,
100
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
disque
disque
disque
disque
disque
disque
3
4
5
6
7
0
Versão 2005
11.2.14 - TERMINAL ISYS GTECH - CALL CENTER - HOT LINE
Módulo 11 - GTECH
ESCOLHENDO A OPÇÃO 6 (MENU DE VOLANTES)
Nesta opção, você ouvirá um outro Menu, conforme abaixo:
Para Mega-Sena,
Dupla Sena,
Quina,
Lotomania,
Loteca,
Para outros volantes,
disque
disque
disque
disque
disque
disque
3
4
5
6
7
8
ESCOLHENDO OPÇÃO 8 (outros volantes)
Para
Para
Para
Para
Para
Para
Lotogol,
declaração,
bolsa de aposta,
Lotofácil vol pré impr.,
Lotofácil normal,
voltar ao menu supr.,
Versão 2005
disque
disque
disque
disque
disque
disque
3
4
5
6
7
0
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
101
11.2.15 - TERMINAL ISYS GTECH - DICAS
Módulo 11 - GTECH
11.2.15 - DICAS
O Empresário Lotérico deve sempre aguardar a impressão do recibo de transação antes
de inserir outro volante no terminal. Por questões de segurança, o sistema só permite a reimpressão da última transação efetuada.
Os Relatórios de Resultados somente estarão disponíveis no terminal após o término
oficial da apuração dos ganhadores. Tal apuração estará, de imediato, disponibilizada nos terminais de captação de apostas.
A devolução dos bilhetes da Loteria Federal é uma excepcionalidade concedida pela
CAIXA, e o registro de devolução só pode ocorrer pelo terminal até 1 hora antes da
extração. (cancelado até segunda ordem)
Quando houver encalhe por falta de venda de uma determinada extração da Loteria
Federal, o Empresário Lotérico poderá fazer a devolução pelo terminal ou procurar a
sua Agência vinculada da Caixa Econômica Federal ou seu Consultor de Campo.
Em nenhuma hipótese, a reimpressão deve ser passada ao apostador. A reimpressão
deve ser utilizada para invalidar um recibo ilegível. O Lotérico pode concorrer com as
apostas reimpressas e não invalidadas, caso o valor de cada aposta seja inferior ou
igual a R$10,00 (Dez reais).
Quando um Empresário Lotérico sofre um sinistro, ele deve fechar sua loja, a fim de
evitar o retorno dos assaltantes em caso de perseguição policial. Emite os relatórios
“Cobrança Diária”, providencia o Boletim de Ocorrência Policial e comunica à
Seguradora, conforme orientação na Apólice. Para a solicitação de ressarcimento do
sinistro, deve ser providenciada a documentação constante na Apólice. O Consultor de
Campo deverá fornecer o relatório exigido de nome “Transações por Hora” extraído do
SGL. Não há impedimento do fornecimento do relatório pela GTECH, em caso de sinistro. Caso os terminais tenham sido danificados, deve-se abrir um chamado técnico por
meio do HOT LINE.
As apostas encerram-se 1 (uma) hora antes da realização dos sorteios. O recebimento/cancelamento de contas encerra-se às 21 horas. O fechamento total do sistema
(StopSys) para processamento ocorre às 23 horas, horário de Brasília.
O Empresário Lotérico não deve, de forma alguma, tocar o ticket enquanto estiver
sendo impresso, porque, ao tocá-lo, a impressora poderá travar e, com o travamento,
o terminal ficará inoperante, até a chegada de um técnico para solucionar o problema.
Jamais preencha um volante para o cliente, a menos que ele se encontre impossibilitado de fazê-lo.
Caso necessite cancelar/estornar o recebimento de uma conta, o Lotérico deverá possuir os recibos emitidos pela máquina e, imediatamente após o recebimento e no
mesmo terminal em que a conta foi recebida, munido da senha de supervisor, utilizar
102
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.2.15 - TERMINAL ISYS GTECH - DICAS
Módulo 11 - GTECH
a tecla CANC. O sistema emitirá um comprovante de invalidação “ESTORNO”, que pode
ser efetuado até o fim do expediente. Na prestação de contas, o comprovante de invalidação (estorno) e as duas vias do recibo cancelado deverão ser anexados na fita de
cobrança diária – contas.
Todos os convênios cadastrados no Sistema On-Line de Loterias estão liberados para
recebimento em qualquer Terminal Lotérico do País.
O tempo para manutenção de uma ERB ( Estação Rádio Base ) é, no máximo, de 2
horas, e o atendimento técnico ao terminal na Casa Lotérica é , no máximo, de 24
horas.
Nunca utilizar corretivo líquido (“branquinho”) nos volantes, ou mesmo no ticket
impresso pelo terminal.
O No-Break destina-se a manter seu equipamento funcionando em caso de falta de
energia elétrica por um período de tempo suficiente para que o operador finalize a
transação que está sendo realizada. Em caso de falta de energia elétrica, finalize suas
operações e desligue o No-Break por meio da chave liga-desliga, localizada no painel
frontal.
Horário de Encerramento e Sorteios. (Horário de Brasília)
JOGO
Mega-Sena
Dupla Sena
Quina
Lotomania
Loteca/Bolão
SORTEIOS
HORA ENCERRAMENTO
HORA SORTEIO
quartas e sábados
terças e sextas
terças,quintas e sábados
quartas e sábados
19h
19h
19h
18h
14h do sábado
20h
20h
20h
19h
Rateio: 12h segunda ou terça (Conforme a Caixa Econômica Federal).
Relatório “JOGOS DA LOTECA”. Toda segunda-feira, o Lotérico deverá acessar o relatório para saber quais serão os jogos nacionais, estaduais ou internacionais da semana.
Essa informação é necessária para o preenchimento do quadro informativo da loja.
Teclar RELAT 8.
Bolão Federal é um jogo no qual o apostador deverá marcar o placar dos 6 jogos de
campeonatos estaduais, nacionais ou internacionais assinalando nas opções de: 0,1,2
ou mais de dois gols para cada time.
Relatório “JOGOS DO BOLÃO”. Esse relatório também deve ser impresso toda segundafeira para o preenchimento do quadro informativo do loja. Teclar RELAT 6.
Sempre que for solicitar qualquer tipo de atendimento técnico, primeiramente informe seu código de agente lotérico e, depois de aberto o chamado, anote o nome do
atendente e o número do chamado.
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
103
11.2.15 - TERMINAL ISYS GTECH - DICAS
Módulo 11 - GTECH
Lotomania é uma modalidade de jogo na qual serão escolhidos 50 números e/ou indicada qualquer quantidade de dezenas inferior a 50 números, de um total de 100;o sistema completará o que faltar. Com a opção da aposta Espelho, o apostador poderá
gerar mais uma aposta com todos os números que não foram marcados na aposta original. Para isso, basta pressionar duas vezes a tecla <ENVIAR>.
104
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.3 - Manual para instalação elétrica/VSAT
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
11.3 - MANUAL PARA INSTALAÇÃO ELÉTRICA/VSAT
APRESENTAÇÃO
Este manual visa orientar o empresário lotérico para a escolha e adequação de um local
para instalação de um ambiente lotérico, garantindo a boa conservação e perfeito funcionamento dos equipamentos GTECH.
Fica sob responsabilidade do empresário lotérico a escolha do local e também todos os
custos envolvidos na execução de obras de infra-estrutura para a instalação dos equipamentos, sendo estes itens sujeitos à vistoria e aprovação da GTECH.
É fundamental que todos os itens para escolha e adequação do local contidos neste
manual sejam observados para garantir o funcionamento correto dos equipamentos e evitar a desaprovação das instalações por parte da GTECH.
As instruções contidas neste manual são referenciadas à três itens a saber:
• Instalação Física
• Instalação Elétrica
• Instalação da Antena
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
105
11.4 - INSTALAÇÃO FÍSICA
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
Módulo 11 - GTECH
11.4 - INSTALAÇÃO FÍSICA
A loja de um empresário lotérico deve possuir uma estrutura que abrigue os equipamentos de
qualquer agente externo, como sol, chuva, vandalismo, sendo esta inacessível à qualquer
pessoa não autorizada pelo empresário lotérico ou pela GTECH.
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
1 -CONFIGURAÇÃO GERAL
Para a instalação elétrica nos empresários lotéricos é necessário observar o tipo de local em
que as instalações serão executadas.
A instalação pode ser em um local com infra-estrutura elétrica já existente, como por exemplo um Shopping Center, caso contrário, é necessário solicitar à concessionária de energia elétrica local para fornecer a alimentação elétrica .
Em ambos os casos, o empresário lotérico deve possuir um quadro de distribuição de energia
elétrica próprio, devendo ser instalado circuitos independentes para :
- Iluminação (dimensionado de acordo com a carga).
- Tomadas de uso geral (dimensionadas de acordo com a carga).
- Tomadas para os terminais lotéricos e receptor de satélite.
DISJUNTOR PARA ILUMINAÇÃO
DISJUNTOR PARA TOMADAS DE
USO GERAL
DISJUNTOR PARA OS
TERMINAIS LOTÉRICOS
E RECEPTOR DE SATÉLITE
106
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO
DE ENERGIA
Versão 2005
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
Cada circuito elétrico dimensionado para os terminais lotéricos e receptor de satélite, deve ser
protegido por um disjuntor de 15A(110Vca) ou 10A(220Vca). Este circuito pode alimentar até
3 terminais, sendo que cada terminal deve ser alimentado por uma tomada independente.
DISJUNTOR 15A
Um sistema de malha de terra deve ser construído de acordo com o item 9 e instalado um
barramento de cobre específico no quadro de distribuição de energia, isolado da carcaça do
quadro, para ser distribuído para o terceiro pino das tomadas que alimentam os terminais
lotéricos.
Em edificações que possuam uma barra de distribuição para o terra lógico, pode-se utilizar
desta infra-estrutura para proteger os equipamentos no empresário lotérico.
2 - BITOLA DO FIO
Utilizar nas instalações elétricas, fio rígido de cobre de 2,5 mm_ quando a distância do quadro de distribuição de energia elétrica e a primeira tomada for de, no máximo, 50 metros. Se
a distância for superior à 50 metros, deve-se usar então um fio de bitola superior ( 4mm_) .
O fio do terra lógico não poderá ter diâmetro menor que os demais fios.
Recomenda-se, a fim de padronização, a seguinte codificação de cores para a fiação:
FASE
NEUTRO
TERRA LÓGICO
(F)
(N)
(T)
-
Vermelho
Azul claro
Verde
3 - TIPO DE TOMADA
Deve-se utilizar tomadas de 3 pinos, conforme figura abaixo, juntamente com uma caixa de
4” x 2” e um espelho de proteção.
ATENÇÃO: DEVERÁ SER INSTALADA UMA
TOMADA PARA CADA TERMINAL !!!
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
107
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
Módulo 11 - GTECH
4 - ELETRODUTOS
Instalação Elétrica
Deve-se utilizar para a instalação elétrica um eletroduto rígido, de PVC ou conduite flexível
de 1/2”. O eletroduto ou conduite deverá ser embutido na parede, caso este procedimento
não seja possível, deve-se utilizar eletroduto fixado por braçadeiras por todo o percurso. Os
eletrodutos não devem estar expostos em locais de passagem.
ELETRODUTO RÍGIDO
Não deve haver trechos contínuos ( sem caixa de interposição ) retilíneos de tubulação maiores que 15 m, sendo que, nos trechos com curva de 90º é necessário utilizar uma caixa para
cada curva.
CAIXA DE INTERPOSIÇÃO
Instalação do Cabo Coaxial da Antena
É necessário também, a instalação de um eletroduto do tipo Seal Tube Blindado de 1,5” para
a passagem do cabo coaxial que interliga a antena ao receptor de satélite. A utilização do
Seal Tube é mais indicado para a passagem externa do cabo coaxial, para a parte interna
pode-se utilizar canaletas de PVC com tampa de 22mmx22mm.
5 - BRAÇADEIRAS
O eletroduto deverá ser fixado à parede de metro em metro por braçadeiras.
6 - DIVISÃO DA INSTALAÇÃO
A instalação deve sair do quadro de distribuição de energia de forma segura, com contatos
bem fixos e limpos, e fora do alcance de terceiros.
Nas instalações alimentadas com duas ou três fases, as cargas devem ser distribuídas entre
as fases de modo a obter-se um equilíbrio de consumo.
O terminal deve ser ligado em uma linha de alimentação livre, ou seja, que não compartilhe
com equipamentos que gerem sobrecargas, ruídos ou oscilações na rede, tais como: elevadores, condicionadores de ar, ventiladores de teto, cafeteiras, motores elétricos em geral, rádio
comercial, etc..., ou seja, as instalações elétricas para o terminal devem ser independentes.
108
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
7 - QUEDA DE TENSÃO
O local onde o terminal será instalado deve fornecer uma tensão estável. A queda de tensão
entre a origem de uma instalação e qualquer ponto de utilização, não deve ser superior a 4%
no caso de alimentação por ramal de baixa tensão a partir da rede pública. No caso de alimentação própria (subestação / gerador) a tolerância é de 7% medidas em relação ao valor
de tensão nominal da instalação (quadro de distribuição de energia).
8 - PROTEÇÃO CONTRA CURTOS
Usar disjuntores de 15 A (110Vca) e 10A (220Vca) para cada grupo de 3 terminais.
A configuração das tomadas deve ser feita conforme apresentado nas figuras a seguir:
• Rede de 110 Vac ou 220 Vac ( Neutro/ Fase )
QUADRO DE
DISTRIBUIÇÃO DE
ENERGIA ELÉTRICA
DISJUNTOR
F
FASE
15A/10A
110/220 V
N
NEUTRO
T
ATERRAMENTO
(Malha de Terra)
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
109
11.5 - INSTALAÇÃO ELÉTRICA
Módulo 11 - GTECH
• Rede 220 Vac ( Fase / Fase )
QUADRO DE
DISTRIBUIÇÃO DE
ENERGIA ELÉTRICA
FASE
10A
FASE
10A
DISJUNTOR
BIPOLAR
220 V
ATERRAMENTO
(Malha de Terra)
9 - MALHA DE TERRA
A malha de terra deverá ser única para todos os equipamentos que se interligam direta ou
indiretamente à VSAT, com resistência máxima de 5 Ohms e baixa impedância.
Caso não exista malha de terra conforme o especificado, deverá ser construída uma nova
malha para ser interligada à primeira. É importante salientar, que na existência de mais de
uma malha de aterramento no local de instalação dos equipamentos, estas devem ser interligadas. O projeto da malha (formato, hastes, etc.) deve ser elaborado de modo a atender as
especificações, de acordo com as características do solo para cada localidade.
Segue abaixo algumas especificações mínimas para o projeto da malha de terra:
a) Formato retangular, axial ou triangular, dependendo da conformação do terreno, obedecendo a esta ordem de prioridade.
b) A malha retangular será composta de 8 (oito) hastes distanciadas, no máximo , de 50 cm.
c) A malha axial será composta de 4 (quatro) hastes. A primeira será localizada no centro de
um triângulo equilátero formado pelas outras 3. A distância entre o centro e qualquer vértice do triângulo não deverá exceder a 50 cm.
d) A malha triangular será composta de 3 (três) hastes dispostas de modo a formarem um
110
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
triângulo equilátero cujo lado não deverá exceder a 50 cm.
e) Deverão ser utilizadas hastes próprias para aterramento, coperweld ou cadweld com espessura de cobre de 0,254mm, com dimensões de 3/4 Pol x 3,0 m, interligadas por cabo de
cobre nú de 70 mm2 .
f) As ligações cabo - haste e cabo - cabo deverão ser efetuadas através de solda exotérmica.
g) Cada haste de malha deve ter uma caixa de inspeção.
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
Observações:
- este item contém informações para a escolha de um local adequado para a instalação da
antena VSAT, que permita a comunicação entre o empresário lotérico e o sistema de telecomunicações da GTECH;
- é necessário que o local atenda aos requisitos para a instalação da antena, caso contrário,
a GTECH estará impossibilitada de ativar o empresário lotérico;
- caso o empresário lotérico esteja situado em locais pertencentes à terceiros, shopping centers, ou similares, toda e qualquer negociação envolvendo a disponibilização de um local
para a instalação da antena ficará a cargo do próprio empresário lotérico;
- é importante mencionar que em empresário lotéricos localizados em edifícios ou shopping
centers e similares, a instalação das antenas é realizada na cobertura das edificações.
Para fornecer a comunicação necessária a operação do empresário lotérico, será utilizada a
antena parabólica (VSAT).
Para a instalação apropriada de uma antena, devemos analisar o local disponível observando
a inexistência de obstáculos, área disponível para a instalação da antena e segurança, conforme descrito a seguir .
A antena é constituída de um refletor parabólico com diâmetro de 1,8m de abertura, um alimentador e um pedestal, conforme foto abaixo:
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
111
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
Módulo 11 - GTECH
Visada da Antena
As antenas parabólicas se comunicam com um satélite em orbita geo-estacionária . Neste
caso, não podem existir obstáculos na linha de visada da antena para o satélite. Para se verificar a existência de obstáculos na linha de visada da antena, deve-se observar ao redor do
local de provável instalação da antena a existência de obstáculos cuja altura seja superior a
distância que ele se encontra, conforme ilustração abaixo:
Errado
11m
10m
Certo
10m
Local para a instalação
da antena parabólica
10m
Obstáculos
Local para a instalação
da antena parabólica
Obstáculos
Instalação
Para a instalação da antena é necessário uma área mínima de 9m_ (3x3m) e deve-se observar as condições e as características do local, e optar entre os tipos de base disponíveis. Em
caso de dúvidas deve-se consultar a GTECH.
Base não Penetrante:
Este tipo de base é geralmente utilizada em superfícies planas onde não é possível a execução de qualquer tipo de furação . É muito empregada no topo de edifícios pois a instalação
é rápida e não danifica a impermeabilização .
A base é constituída de uma estrutura metálica e sustentadas por 20 blocos de concreto de
30kg cada .
112
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
Base Penetrante:
Em localidades onde pode-se instalar a antena diretamente no solo, utiliza-se uma base de
concreto para sustentação da antena . Este tipo de obra somente deverá ser executado conforme orientação apresentada no item OBRAS deste manual.
A base é construída rente ao solo, conforme apresentado abaixo:
Base Especial:
Empregada sempre que as duas opções anteriores não são possíveis.
Segurança:
É importante verificar se o acesso a antena parabólica é restrito, se a instalação for executada em locais de circulação de pessoas ou animais é necessário a construção de uma cerca
de proteção para a antena.
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
113
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
Módulo 11 - GTECH
OBRAS
Uma vez definido pela GTECH o tipo adequado de base para a instalação da antena, o
Empresário Lotérico fica responsável pela execução da obra.
Para a realização da obra, rigorosos critérios técnicos devem ser observados, visando garantir a segurança de pessoas, instalações e equipamentos.
Abaixo são descritos os procedimentos e instruções para a realização de obra de infra estrutura para a instalação de uma base Penetrante.
A fundação vai depender da resistência do tipo de solo. Deve-se caracterizar o solo para se
determinar o tipo de fundação a ser feita, observando-se as reações a que será submetido.
REAÇÔES MÀXIMAS NA FUNDAÇÂO
Momento Fletor ..................................................................373 kgf.m
Reação Horizontal ..............................................................365 kgf
Esforço de Arrancamento
Máximo em 1 (um) chumbador..............................................1060 kgf
A fundação de concreto deve ser construída, observando as dimensões e tolerâncias do aparelho de apoio/fundação, conforme mostra a Figura 1 (Pág. 115).
NOTA: O posicionamento dos chumbadores deve ser feito pelo usuário da forma mais precisa
possível. Usar dispositivo tipo “máscara”.
CUIDADO: O pedestal da antena só deverá ser montado na fundação após 72 horas, no mínimo. Período este necessário para a cura do concreto.
IMPORTANTE: Qualquer obra civil realizada, inclusive fundação, deverá possuir uma ART
(Atestado de Responsabilidade Técnica) emitido pelo engenheiro responsável pela obra.
114
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
TERMINAL FINANCEIRO GTECH
FIGURA 1
FIGURA 2
Versão 2005
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
115
11.6 - INSTALAÇÃO DA ANTENA
Módulo 11 - GTECH
ATERRAMENTO DA VSAT
A antena parabólica deve ser interligada ao sistema de aterramento (malha de terra). Esta
conexão deve ser feita através de um cabo de cobre encapado de seção mínima de 35mm_,
ligado diretamente à malha de terra. Veja as instruções abaixo:
- Conectar o cabo vindo da malha de terra à base da antena, utilizando um conector de pressão apropriado no local descrito nas figuras abaixo:
PÁRA-RAIOS
A antena VSAT e o edifício onde será instalado os equipamentos, deverão ser protegidos contra descargas atmosféricas por um sistema de pára-raios tipo Franklin.
Deverá ser obedecida a norma "NBR 5419 - Proteção de edificações contra descargas elétricas atmosféricas" da ABNT, edição de jun/93.
O cabo de descida deve ser conectado à haste exclusiva, interligada diretamente à malha
única de aterramento.
A distância do pára-raios (mastro e cabos), até ao borda da antena(em elevação máxima),
deve ser de no mínimo 1,5 metros, conforme ilustrado abaixo:
116
Guia de Gestão de Rede de Parceiros
Versão 2005