Setembro de 2008

Comments

Transcription

Setembro de 2008
ANO 13 • Nº 115
SETEMBRO/2008
JORNAL DA CÂMARA
DE DIRIGENTES
LOJISTAS DE
JOINVILLE
Rua Ministro Calógeras, 867 • CEP 89202-008 • Anita Garibaldi • Joinville-SC • www.cdljoinville.com.br
o
ã
ç
o
m
o
r
P
x
o
ã
ç
Liquida
?
a
ç
n
e
r
e
f
i
d
a
e
b
a
s
Você
Novos Produtos CDL
Pg. 9
2 | Joinville | Setembro 2008
ditorial
Empresário Lojista é publicado
mensalmente pela Câmara de
Dirigentes Lojistas de Joinville.
Rua Ministro Calógeras, 867
CEP 89202-008
Anita Garibaldi - Joinville - SC
Fone (47) 3461-2500
www.cdljoinville.com.br
[email protected]
Conselho Editorial
Alexandre Luíz Geiser
Bruno Vieira
Gisele de Oliveira
José Manoel Ramos
Luis Carlos Steinck
Luiz Roberto Kunde
Roberto Machado Cadaval
Sônia Regina Corrêa Vailati
Produção
Acácio Martins
Assessoria em Eventos
e Comunicação
(47) 3422-0561
Jornalista
Responsável
Fabiana Carrara
(MTB-SP-26602)
Programação
Visual
TWC Comunicação
Fotos
Nilson Bastian
Impressão
A Notícia
Tiragem
20.500 exemplares
Distribuição
CDL Joinville
Artigos assinados são de responsabilidade
dos autores, não expressando
necessariamente a opinião do jornal
Um mês de
muito trabalho
Quero inicialmente agradecer
aos nossos associados que, sentindo-se prejudicados com a intempestiva implantação dos corredores
de ônibus na cidade, compareceram
na audiência pública realizada na
Câmara de Vereadores no dia 30 de
julho. Apesar do resultado prático
não ter sido o esperado, mostramos
união e, espero, tenhamos conseguido, pelo menos, mostrar que
não estamos errados ou defendendo interesses de poucos. Quem esteve lá também pode conferir o que vínhamos falando repetidamente: o
que foi feito não é exatamente o que
nos foi apresentado. Mudaram o
projeto, não discutiram com mais
ninguém e implantaram, numa falta de respeito ao empreendedor que
paga impostos nesta cidade e que, a
exemplo dos usuários de ônibus,
precisam ser ouvidos.
Continuamos trabalhando para que
a lei seja respeitada nesta cidade.
Quero cumprimentar às componentes da Câmara Setorial das
Empreendedoras, em especial sua
coordenadora Julita Michels, pelo
sucesso do 3º Encontro Regional realizado no dia 19 de agosto.
Mostraram que, com determinação
e dedicação se faz um grande even-
to. Precisamos dessa garra e determinação também da equipe que já
se reúne na organização da
Convenção Estadual que será realizada em nossa cidade no final de maio do ano que vem. Nossa equipe coordenada pelo vice-presidente financeiro Luis Carlos Steinck já se reúne com a FCDL/SC para as providências iniciais. Pretendemos realizar a maior Convenção e Feira de todos os tempos.
Desde o dia 19 de agosto estamos
recebendo, um a um, os candidatos
a prefeito da cidade. Queremos ouvi-los, saber de seus projetos para
melhoria da qualidade de vida da comunidade e repassar-lhes os anseios do nosso segmento. É nosso dever fazê-lo. É dever do futuro prefeito cumprir aquilo que agora divulga.
Final de estação é o momento
das liquidações, principalmente no
segmento de calçados e vestuário.
Sabemos realmente fazer uma liquidação? Sabemos as diferenças entre promoção e liquidação? A reportagem das páginas centrais pretende esclarecer isso e ainda dar dicas de como fazer uma promoção
ou liquidação com sucesso.
Continuamos
trabalhando
para que
a lei seja
respeitada
nesta cidade
JOSÉ MANOEL RAMOS
Presidente da CDL Joinville
[email protected]
Joinville | Setembro 2008 | 3
Mulheres de Sucesso
Entre palestras, histórias e homenagens, o 3º Encontro Regional das
Empreendedoras, realizado no último
dia 19 de agosto, foi sucesso e contou
com a participação de cerca de 200 mulheres. Segundo a coordenadora da
Câmara Setorial das Empreendedoras,
Julita Michels, “O evento foi ótimo e todos os que participaram ficaram maravilhados”. Toda a renda arrecadada será revertida para o Lar Betânia, que cuida de
idosos.
Com uma programação variada
de palestras, o evento reuniu diversas
mulheres de sucesso, entre elas Sônia
Regina Hess de Souza (Camisaria
Dudalina), Elidiane Mingori (Mil
Coisas Papelândia), Dorotéa Kasten
(Doce Beijo Chocolates), Nena
Gugél (Uma história de Sucesso) e
Lorena Peter (Grupo RBS). “As palestrantes deram um show. Foi maravilhoso!”, comemora a coordenadora da
Câmara.
Além de enriquecedor, o encontro
foi também emocionante. Um dos pontos altos do evento foi a homenagem
prestada a três empreendedoras de destaque na cidade. Foram agraciadas com
o prêmio Marlene Estevão (Casa
Fortaleza), Tereza Teixeira Teza (Vanessa Modas) e Ivanilde Reinert de
Oliveira, a Dona Dide (Dide Modas).
Falecida há poucos meses, Dona Dide
foi homenageada através dos filhos, que
receberam a estatueta em seu nome.
Marlene Estevão, da Casa Fortaleza, recebe o prêmio
de Nadir Pereira
As filhas de Ivanilde Reinert, da Dide Modas, receberam
as homenagens em nome da mãe
Cerca de 200 mulheres compareceram ao evento no auditório da SOCIESC
Lorena Peter, do Grupo RBS
Sonia Regina Hess, da Camisaria Dudalina
Irmã Juraci, do Lar de Idosos Betânia
Julita Michels entrega o prêmio a Tereza Teixeira Teza,
da Vanessa modas
4 | Joinville | Setembro 2008
ovos Associados
ALIGN CONSULTORIA
Treinamentos e Consultorias | (47) 3425-4263
AMARINS ESCOLA TÉCNICA
Escola técnica de Enfermagem | (47) 3433-3140
ANTOALI COMÉRCIO DE MÓVEIS
Móveis e Decoração | (47) 3025-3995
ÁRTICA MÓVEIS E DECORAÇÃO
Móveis e Decoração | (47) 3461-2551
ÁSIA SUSHI BAR
Choperia e Lanchonete | (47) 9923-9348
AUTO ELÉTRICA VILSON
Auto Elétrica | (47) 3435-0305
CARAL ZERMIANI
Material de Construção | (47) 3463-5805
CHEIRO SUAVE
Comércio de Vestuário | (47) 3436-8487
COLORADO
Presentes e Decoração | (47) 3434-1631
CONDOMÍNIO LÚCIA HELENA
Condomínio Residencial | (47) 9946-9353
CONDOMÍNIO RIVIERA
Condomínio Residencial | (47) 3425-1905
CORSI SUPERMERCADO
Supermercado | (47) 3467-1109
D LUARE KITIGAO
Comércio de Vestuário | (47) 3438-4155
DORA CONFECÇÕES
Comércio de Vestuário | (47) 3465-5359
ELÉTRICA IC
Auto Elétrica | (47) 3435-3679
FERRARI E GOMES IMÓVEL
Imobiliária | (47) 3028-1298
FRISSELA
Confecções | (47) 3472-2198
IMAGEM X RADIOLOGIA
Clínica | (47) 3433-2390
JOSI CALÇADOS
Comércio de Calçados | (47) 3422-6630
LANTERNAS E CIA
Material Elétrico | (47) 3433-6264
LOJA DA SÚ
Comércio de Vestuário | (47) 3432-0134
MAÇÃ VERDE
Comércio de Vestuário | (47) 3028-9972
MADRILEÑO BAR
Choperia e Lanchonete | (47) 3028-6005
MALHAS FERRETTI
Comércio de Vestuário | (47) 3467-5360
MOTEL SENSAÇÃO
Motel | (47) 3466-3950
MS MATERIAL DE CONSTRUÇÃO
Material de Construção | (47) 3466-7938
PURIFIC JOINVILLE
Purificadores de Água | (47) 3026-2363
RAVACHE
Ferramentas | (47) 3433-0395
REMIZ MAGAZINE
Comércio de Vestuário | (47) 3025-2178
RO MODAS
Comércio de Vestuário | (47) 3467-2918
ROSA SHOCK
Artigos para Presentes | (47) 3449-1414
SIGMA REPRESENTAÇÃO
Produtos Metalúrgicos | (47) 3027-2668
SILVIA BIQUINE
Comércio de Vestuário | (47) 3434-0127
STYROVILLE
Materiais Plásticos | (47) 3426-0623
THALYTA MODAS
Comércio de Vestuário | (47) 3426-8179
VIVIAN MODAS
Comércio de Vestuário | (47) 3026-3383
WWW MÓVEIS
Imobiliária | (47) 3422-7060
erfil empreendedor
Variedade, qualidade
e bom atendimento:
Receita de sucesso da Primavera Sport Center
O início da loja Primavera Sport Center foi relativamente
comum: após ser demitido de uma grande empresa da cidade,
Ivonir Meurer resolveu investir o dinheiro da rescisão na abertura de um bazar para vender brinquedos e presentes. Hoje, 20
anos depois, o pequeno empreendimento se transformou em
duas lojas modernas, que oferecem aos clientes artigos de confecção (adulto e infantil), calçados e enxoval e emprega 22 funcionários.
A Primavera teve início na Rua Aracuã, bairro Costa e Silva,
onde permaneceu até o ano passado, quando se mudou para uma
sede com 1.200 metros quadrados de área, na Rua Inambu, no
mesmo bairro. A empresa possui, há 12 anos, uma filial no bairro
Guanabara – que deve ser reinaugurada em setembro. “Eu sonhei que tinha aberto uma loja no bairro Guanabara. Nem conhecia o bairro, mas desde o primeiro dia tudo deu certo e a clientela só foi aumentando”, conta Meurer.
Diferenciais
Para o empresário, um dos fatores determinantes para a sobrevivência de uma loja no mercado é saber comprar, além de possuir uma equipe de vendas bem treinada, capaz de proporcionar
um atendimento diferenciado aos clientes. “O cliente deve estar
sempre em primeiro lugar”, reforça Meurer. Outro fator que po-
de explicar a permanência da Primavera no mercado por duas décadas é a comercialização de marcas consagradas. “Isso é um diferencial em uma loja de bairro. Se a pessoa pode comprar uma mesma peça no bairro por um preço inferior do que é cobrado em
uma loja de shopping, ela vai comprar”, fala.
As duas lojas Primavera Sport Center se destacam também
pela variedade de artigos que disponibilizam aos clientes nas linhas social, feminina, esportiva, infantil e enxoval. “No bairro
tem que ter um grande mix de mercadorias. Se não vende uma
coisa, vende outra”, sentencia. Meurer diz que não tem a intenção de abrir mais nenhuma loja, mas como três dos cinco filhos já
trabalham com ele, não pode garantir que isso não venha acontecer. “Não digo que um dia não vá ser colocada uma loja em outro
bairro ou em um shopping, vai depender dos filhos”, fala.
CDL
A Primavera é associada da CDL há cerca de 17 anos. “É muito importante ser associado. Sem a CDL não há como termos crediário próprio”, fala Meurer. O lojista também destaca a importância da realização por parte da CDL de campanhas como a de
Natal, com distribuição de prêmios valiosos. “Além disso, nossas
funcionárias participam de alguns cursos da CDL, e pretendemos participar ainda mais.”, ressalta.
Ivonir Meurer aposta na variedade de
produtos e marcas para conquistar o cliente
Joinville | Setembro 2008 | 5
Ciclo de Palestras
teve continuidade
A CDL Jovem promoveu, no último dia
31 de julho, a palestra “Entenda como Homens
e Mulheres Compram e Venda Mais”, proferida
por Cristiane Olinger Marinho. Segundo o coordenador da CDL Jovem, Eduardo Mafra, o evento
foi um sucesso. Cristiane Olinger atua nas áreas de
Pesquisa de Mercado, Comportamento do
Consumidor e Marketing da Moda.
Cristina Olinger
palestrou sobre o
comportamento
de homens e mulheres
na hora da compra
A niversariantes do Mês
NOME COMERCIAL
COMPANY CALÇADOS
MARIANE MAGAZINE
TECNOPUMP
BRASIL MÁQUINAS
OMEGA INSPEÇÃO VEICULAR
ZIFF COLÇHÕES
COMERCIAL LUZ
PRIMEIRA LINHA
POSTO MIOSOTIS
CONSULT. ODONTO. DRA. CINTHIA
MULTICOR AVIAMENTOS
FLORENSE MÓVEIS
PRIMAVERA SPORT
CARAVELLA ADM. BENS
FREITAS PNEUS
PAPELARIA CRUZEIRO
MAT. CONSTRUÇÃO SÃO PEDRO
BANCO BESC
DATA
2/9/2003
3/9/2003
23/9/2003
24/9/2003
1/9/2003
1/9/2003
1/9/2003
23/9/1998
8/9/1998
15/9/1998
20/9/1993
3/9/1993
24/9/1988
22/9/1988
14/9/1988
17/9/1973
21/9/1973
23/9/1963
ANOS
5
5
5
5
5
5
5
10
10
10
15
15
20
20
20
35
35
45
D atas importantes
OUTUBRO 2008
01 – Dia do Profissional de Educação Física
02 – Dia do Repórter Fotográfico
03 – Dia do Biólogo
Dia do Guarda Civil
Dia da Polícia Militar
05 – Dia da Amazônia
Dia do Oficial de Justiça
Dia do Farmacêutico
06 – Sábado Mais
Dia do Alfaiate
Dia do Cabeleireiro
07 – Independência do Brasil
09 – Dia do Administrador
Dia do Médico Veterinário
10 – Dia da Imprensa
13 – Dia do Agrônomo
15 – Dia do Cliente
18 – Dia da Televisão
19 – Dia do Teatro
Dia do Comprador
20 – Dia do Gaúcho
21 – Dia da Árvore
Dia do Rádio
22 – Dia da Juventude
Dia do Contador
23 – Início da Primavera
Dia da Internet
Dia do Técnico Industrial
Dia do Técnico em Edificações
25 – Dia Nacional do Trânsito
27 – Dia Nacional do Idoso
Dia do Encanador
Dia Mundial do Turismo
30 – Dia da Secretária
Dia da Bíblia
Dia Nacional do Jornaleiro
6 | Joinville | Setembro 2008
Liquidação Promoçã
o
X
Qual a diferença
entre elas e o
melhor momento
para aplicá-las.
“Venda de mercadorias a preços abaixo
do normal; queima”. Essas são algumas definições encontradas no dicionário para a palavra liquidação. Instrumento legítimo do
comércio, se feita no momento correto, a
liquidação só traz benefícios – tanto para lojistas quanto para consumidores. E qual é a
hora ideal para liquidar? De um modo geral, a liquidação – no caso de calçados e roupas – deve acontecer na troca de estação,
quando mudam as coleções. O que acontece com freqüência entre os lojistas é uma
confusão entre liquidação e promoção. Esta
última pode ser realizada a qualquer momento do ano e consiste na venda, em condições especiais, de um produto específico
que, por algum motivo, está se acumulando
no estoque, por exemplo.
De um modo geral, os lojistas ouvidos
pelo jornal Empresário Lojista são unânimes em afirmar que liquidação fora de época não é prática positiva para o comércio.
Na opinião de Fábio Amorim Arsega, da
Pague Menos Calçados, o fato das estações
do ano não serem mais tão definidas como
antigamente faz com que muitos lojistas se
antecipem e lancem liquidações de inverno
em plena estação. “Várias lojas fizeram liquidação em julho. O pessoal sentiu que
não ia vender e se desesperou”, fala. Arsega
conta que fará liquidação de inverno em suas
lojas (localizadas em Joinville e outras cidades catarinenses) apenas em setembro. “Como temos lojas em várias cidades, quando
percebemos que uma está vendendo mais,
enviamos mercadoria para lá. Assim, conseguimos administrar”, conta.
Almerinda Freiberger, da Sheila Modas,
acredita que o correto é fazer liquidação
quando se quer acabar com o estoque. “Fazer
liquidação antes da hora prejudica, mas todo
mundo acaba adiantando”, diz. Ela conta
que, frequentemente, ao longo de todo o
ano, realiza promoções de peças que “sobram” – de determinada numeração ou cor.
“É importante você fazer liquidação quando
tem peças para vender em grande quantidade. Por isso é preciso planejar”, frisa
Para Janaína Maes, da Josi Calçados, o
momento certo para a realização de liquidação é a troca de estação. “Geralmente nós só
fazemos liquidação na troca de estação, mas
este ano foi atípico e fizemos em julho”, conta. Porém, na opinião da lojista, fazer liquidação fora de época é ruim, pois o estoque ainda está completo e se perde muita lucratividade com a prática. “Quem tem anos de mercado e clientela formada sempre tem um produto que está girando: se não vende bota porque não está frio, vende scarpin, tênis”, revela.
Gilson Bohn, da Olívia Modas, acredita
que a liquidação deve ocorrer apenas nas trocas de estações, independente de como tenha
sido o clima. “Se não acontece no momento
certo, gera-se expectativa e o consumidor
não compra esperando chegar a liquidação,
em julho”, fala. Bohn defende, entretanto, a
realização de promoções a qualquer momento durante o ano. Neste caso, um produto que não está vendendo por algum motivo
– clima inadequado ou simplesmente por
não ter agradado aos clientes – pode ser colocado em promoção, sem prejuízo para o lojista e os demais comerciantes.
Também é preciso trabalhar com respeito ao consumidor. Afinal, nada mais desagradável do que comprar algo por um preço e
uma semana depois ver o mesmo produto
vendido pela metade do valor. “Por isso o comerciante é desacreditado. Porque acabamos
não nos organizando e muitas vezes o consumidor se sente lesado”, comenta Bohn.
Joinville | Setembro 2008 | 7
OS SEIS MANDAMENTOS PROMOCIONAIS
Promoções fazem bem ao seu negócio, atraem clientes e dão lucros, desde que feitas da forma correta.
Daremos a seguir sete dicas muito importantes para se fazer uma promoção bem sucedida. Lá vai:
1.Tenha sempre em mente
um objetivo a ser atingido.
Exemplo de alguns nomes promocionais possíveis:
? LIQUIDAÇÃO
? QUEIMA TOTAL
? SALE
? Etc..
4. Toda promoção precisa estar
integrada a um planejamento anual.
“Não há bons ventos para quem não sabe para onde
vai.” Se não temos um objetivo claro e bem definido, estamos contando apenas com a sorte.
Exemplo de alguns objetivos possíveis:
? Desovar estoques encalhados.
? Trazer 200 novos clientes a minha loja.
? Aumentar o meu ticket-médio de vendas em R$10,00
por cliente
? Etc..
Se fizermos muitas liquidações por ano, os clientes
deixam de comprar nos períodos normais e só aparece
nas liquidações, o que pode dar uma imagem ruim para
sua empresa e reduz seus lucros.
Exemplo de alguns nomes promocionais possíveis:
? Mês
? Semanas
? Etc..
2.Toda promoção precisa ter
um prazo definido de tempo.
5. Aproveite e participe das boas
épocas do calendário varejista anual.
Assim, podemos incentivar os clientes a comprar conosco durante um período definido. Sem uma data de início e fim não criamos a necessidade das pessoas virem.
Também perdemos a credibilidade em relação à vantagem da nossa oferta, parece que a oferta nunca acaba por
isso deixa de ser oferta.
Exemplo de alguns períodos promocionais possíveis:
? Duas semanas
? Todas as terças-feiras
? Somente no almoço
? Etc..
Não percas as oportunidades prepare-se para o
NATAL, DIA DOS NAMORADOS, VOLTA ÀS
AULAS, etc....
Exemplo de alguns nomes promocionais possíveis:
? Páscoa
? Liquidação do Shopping em que tenho loja
? Eventos de grande porte da minha cidade (Oktober
Fest, Festival de Dança...)
? Etc..
3.Toda promoção precisa estar de acordo
com o posicionamento da sua empresa
ou da marca que você representa.
A promoção precisa respeitar o posicionamento da
sua empresa, se você vende produtos de grife par um público de alto poder aquisitivo não pode fazer uma
“MEGA LIQUIDAÇÃO” ou “TUDO A PREÇO DE
BANANA”, no máximo faça um “OFF”.
6. Toda promoção precisa ser medida
para sabermos se foi boa ou ruim.
Há promoções que aumentam o faturamento, mas
dão prejuízo, pois são caras para serem lançadas, dão descontos excessivos e não trazem bons resultados, mesmo
aumentando o faturamento. Coloque numa planilha todos os custos inseridos na promoção.
Estas dicas são de Ulysses Reis coordenador
do MBA de Gestão de Varejo da FGV.
E boas vendas!
8 | Joinville | Setembro 2008
T reinamentos
Confira, a seguir, a programação dos cursos oferecidos pelo Centro de Treinamento
Gonçalo Nascimento no mês de setembro:
VENDENDO ATRAVÉS DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
Data: 01 a 04 de setembro
Horário: 19h30 às 22h30
Público-alvo: Vendedores, gestores de venda, empresários lojistas e comerciantes em geral.
COBRANDO CLIENTES INADIMPLENTES
Data: 08 a 11 de setembro
Horário: 19h30 às 22h30
Público-alvo: Profissionais que atuam no segmento ou queiram ingressar nele;
LIDERANÇA EMPREENDEDORA
Data: 22 a 26 de setembro
Horário: 19h30 às 22h30
Público-alvo: Gestores, líderes de equipes e líderes de projetos.
Data:
10 e 11
Horário:
09 às 18h
Público-alvo:
Proprietários
e alta gerência
de varejo e
serviços
DEMISSÃO
como minimizar
esse impacto!
Freqüentemente as empresas são pegas de surpresa com um grande profissional, que faz parte de sua equipe principal, pedindo as contas. Os motivos alegados
são diversos, mas seja qual for a causa, é um grande baque para a organização.
Um pedido de desligamento pode ter repercussões significativas para a estrutura processual das tarefas da organização, além de gerar perda de capital financeiro e
econômico e, no entanto, nada ou quase nada é feito pelo RH das empresas para amenizar esse choque.
Pensando nessas situações a CDL Talentos vem desenvolvendo uma ferramenta extremamente importante para minimizar esse impacto. A “Entrevista de
Desligamento” é um instrumento de RH que visa levantar informações significativas como: o motivo que determinou o desligamento, a opinião sobre a empresa e os
colegas de trabalho, a opinião sobre o cargo, horário e condições de trabalho, oportunidades de progresso e sobre relacionamento interpessoal. Identifica também possíveis falhas na administração, desde salário até requisitos básicos como móveis,
computadores, organização da sala, limpeza, etc..
A entrevista de desligamento deve ser encarada como uma possibilidade de se
obter do ex-funcionário algumas informações e sugestões para a melhoria das condições de trabalho e das relações da empresa com os funcionários, de forma a serem
evitadas novas e futuras demissões.
E um detalhe que devemos estar atentos: uma entrevista de desligamento não
procura defeitos, problemas nem culpados. Essa ferramenta visa oportunidades de
melhoria para ambos os lados: empresa e funcionário.
Conheça mais sobre esse valioso instrumento que pode auxiliar sua empresa de
forma geral a alcançar a excelência.
MAIS INFORMAÇÕES:
ALANA - fone: 3461-2537 - e-mail:[email protected] , ou,
GISELE - fone: 3461-2556 - e-mail: [email protected]
Calendário Sábado Mais até abril/2009
TREINAMENTOS PARA O MÊS DE OUTBRO
06 DE SETEMBRO 2008
ORATÓRIA – 29 de setembro a 02 de outubro
CURSO DE EMBALAGENS – 06 a 09
04 DE OUTUBRO 2008
COMO ADMINISTRAR COMPRAS
11 DE OUTUBRO 2008
E CONTROLAR ESTOQUES – 13 a 16
08 DE NOVEMBRO 2008
QUALIDADE NO ATENDIMENTO – 27 a 30
WORKSHOP: ROTINAS E OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS – 30
07 DE MARÇO 2009
11 DE ABRIL 2009
INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES PELOS TELEFONES
(47) 3461-2530 e 3461-2539 ou
pelo e-mail [email protected]
Os sábados de dezembro, assim como o horário especial para o Natal,
estão contemplados na nova Convenção Coletiva de Trabalho 2008/2009.
CONFIRA AO LADO
Joinville | Setembro 2008 | 9
olunadoSindicato
S erviços
COLUNA DO SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE JOINVILLE
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009
No dia 06 de agosto, os Sindicatos patronal e laboral assinaram a novas
Convenções Coletivas de Trabalho [CCT] 2008/2009, válida para o período de 1º
de maio de 2008 a 30 de abril de 2009.
Seguem, resumidamente, as principais regras das Convenções Coletivas, podendo ser consultada também na íntegra através de nosso site www.sindvarejista.org.br ,
no link “CONVENÇÔES”.
Informamos que as eventuais diferenças salariais referentes a junho e julho deverão ser pagas juntamente com o salário de agosto.
Para JOINVILLE, passam a vigorar as seguintes normas:
SALÁRIO NORMATIVO: a partir de 1º de junho de 2008 ficam estabelecidos os seguintes salários normativos:
a) Salário admissional – R$ 505.00 [3 primeiros meses].
b) Salário normativo – R$ 670.00 [Após 3 meses de contratação].
c) R$ 560.00, para os empregados que exerçam a função de ajudante de depósito e serviço de limpeza. [Após 3 meses da contratação].
d) R$ 525,00, para o empregado que exerça a função de empacotador, embalador e contínuo. [Após 3 meses da contratação].
Permanecem as condições especiais de contratação para o primeiro emprego e
aposentado, sendo que o piso para esses contratados é de R$ 450,00 [após 3 meses da
contratação]. A condição especial de contratação deverá ser mencionada no
Contrato de Trabalho.
Quebra de Caixa – R$ 85,00.
REAJUSTE SALARIAL: os salários dos empregados do comércio varejista
serão reajustados, a partir de 1º de junho de 2008, pelo percentual de 7% [sete por
cento], observadas as condições e regras estabelecidas na Convenção Coletiva.
Já o Horário de Natal 2008, que possibilita a prorrogação da jornada de trabalho
dos funcionários no mês de dezembro de 2008, será da seguinte forma:
01 a 06 de dezembro de 2008
07 de dezembro de 2008
08 a 13 de dezembro de 2008
14 de dezembro de 2008
15 a 20 de dezembro de 2008
21 de dezembro de 2008
22 e 23 de dezembro de 2008
24 de dezembro de 2008
25 de dezembro de 2008
26 de dezembro de 2008
27 a 30 de dezembro de 2008
31 de dezembro de 2008
01 de janeiro de 2009
02 de janeiro de 2009
A jornada será prorrogada até às 20hs.
A jornada será das 15 às 21hs.
A jornada será prorrogada até às 21hs.
A jornada será das 15 às 21hs.
A jornada será prorrogada até às 22hs.
A jornada será das 15 às 21hs.
A jornada será prorrogada até às 22hs.
A jornada será até às 14hs.
LOJAS FECHADAS
A jornada iniciará às 13hs
HORÁRIO NORMAL
LOJAS FECHADAS
LOJAS FECHADAS
HORÁRIO NORMAL
As Cópias das convenções e horários de natal, Sábado Mais e informações também de outras cidades da região podem ser consultadas na integra no site do
SINDVAREJISTA www.sindvarejista.org.br ou solicitadas pelo e-mail [email protected] e pelo telefone 47.3026-2600.
SENHOR EMPRESÁRIO, LEIA A CONVENÇÃO
COLETIVA DE TRABALHO, ELA É MUITO IMPORTANTE.
LUIS CARLOS STEINCK
Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Joinville.
A FCDL/SC celebrou convênio com a empresa
de Seguros Mapfre, oportunizando o Seguro de
Proteção Financeira e o Seguro de Garantia
Estendida, que serão oferecidos aos associados. Esses
novos produtos possibilitam um atendimento mais
completo ao consumidor e fortalecem o vínculo do
consumidor final com o estabelecimento comercial,
mediante a introdução de garantias que dão maior segurança a ambas as partes. O
Associado ganha mais competitividade, receita e diferencial de mercado.
Proteção Financeira
É o seguro que objetiva saldar os contratos de financiamento próprio no caso
de morte e invalidez permanente ou total por acidente, ou quitar parcelas vincendas de acordo com o plano especificado no cupom não Fiscal (desde que o financiamento tenha prazo superior a 3 meses).
Garantia Estendida
A garantia estendida compreende o reparo gratuito do produto do cliente
identificado no comprovante de compra, na eventualidade do mesmo apresentar
falha ou qualquer outro defeito técnico de fabricação após o término da garantia
oferecida pelo fabricante, quando utilizado normalmente conforme as especificações contidas no manual do produto.
Produtos Elegíveis
Toda linha de eletroeletrônicos, portáteis, celulares e móveis.
10| |Joinville
Joinville| |Setem
Setembro
2008
10
bro 2008
A conteceu
spaçoJurídico
CAUDURO E MORINIGO ADVOCACIA
Programa Empresa Cidadã possibilita
licença-maternidade de 180 dias
A Câmara dos Deputados, através da Comissão de Seguridade e Família, aprovou na quarta-feira dia 14/08/2008, o Projeto de Lei do Senado 2513/07, que concede incentivos fiscais às empresas que prorrogarem o prazo da licençamaternidade de suas funcionárias de 120 para 180 dias, faltando apenas a sanção
presidencial para que passe a vigorar como lei.
O projeto cria o Programa Empresa Cidadã, no qual empresas privadas poderão, voluntariamente ou a pedido da funcionária-gestante, conceder licençamaternidade de até 180 dias, ou seja, 60 dias a mais do que os atuais 120. Em compensação, estas empresas terão o direito de descontar no Imposto de Renda da
Pessoa Jurídica o valor integral dos salários pagos à trabalhadora pelos dias a mais
que esteve afastada.
Segundo o artigo 5º do referido projeto de lei, serão beneficiadas pessoas jurídicas, tributadas com base no lucro real, vedada a dedução como despesa operacional, empresas enquadradas no regime do lucro presumido e as optantes pelo
Sistema Integrado de Pagamentos de Impostos e Contribuições das
Microempresas e Empresas de Pequeno Porte - Simples, podendo deduzir do imposto devido o total da remuneração integral da empregada nos dias prorrogados.
Pelo projeto, para ter direito ao benefício, a mãe deverá pedir a prorrogação da
licença até o final do primeiro mês após o parto. Benefício este que também será
estendido à mãe adotiva ou que obtiver a guarda judicial de criança.
Ressalta-se que a adesão é facultativa e negociada livremente entre empresa e
funcionária, e que todos os outros direitos de gestantes já adquiridos, permanecem os mesmos. Nenhuma mãe será obrigada a requerer os 60 dias previstos, só o
fará se realmente desejar.
O projeto não é uma ação isolada, pois integra um conjunto de propostas que
tem por objetivo promover avanços sociais relevantes aos trabalhadores do país,
melhorando sua qualidade de vida e família.
Porém, o Programa Empresa Cidadã inicia com certo ar de desconfiança sobre sua real eficácia, pois já se questiona se a população está realmente preparada
para uma mudança cultural como esta, onde pode escolher ter os 60 dias acrescidos na sua licença-maternidade, ou ainda, se esta gestante não estará prejudicada
no mercado de trabalho afastada praticamente 6 meses de seu labor.
A esperança é que este projeto de lei torne-se um verdadeiro divisor de águas,
transformando a relação entre empresa e empregado em algo mais civilizado sem
qualquer tipo de imposição por quaisquer das partes. A polêmica está lançada.
No último dia 24 de julho a Câmara das Mulheres Empreendedoras promoveu
um bingo com distribuição de vários brindes, no Lar Betânia. No final foram servidas pizzas doadas pela Max Vídeo Pizzas.
Equipe trabalha para a
próxima Convenção Estadual
Visando promover a melhor Convenção Estadual dos
últimos tempos, a CDL Joinville está trabalhando na 41ª
Convenção Estadual, que acontecerá de 28 a 30 de maio do
próximo ano. Sob a coordenação do Vice-presidente financeiro da CDL Joinville, Luis Steinck, já foram feitas várias
reuniões com a participação da FCDL/SC, co-organizadora do evento. No dia 29 de agosto,
em São Bento do Sul, acontece mais uma reunião sobre o evento. O tema principal do encontro será a Criatividade. A 41ª Convenção Estadual do Comércio Lojista tem o foco nas idéias
que fazem nascer negócios inteligentes e lucrativos.
eiras e Eventos
EM JOINVILLE
70ª Festa das Flores
Data: 12 a 16 de novembro
Local: Expocentro Wittich Freitag
Organização e Promoção:
Ajao – Agremiação Joinvilense dos Amadores de Orquídeas
Telefone: (47) 3422-5585
Site: www.festadasflores.com.br
EM SANTA CATARINA
ROSALBO FERREIRA JÚNIOR
Fonte: JusBrasil – Notícias e Última Instância – revistas jurídicas
Itajaí Trade Summit 2008
Feira de Comércio Internacional e Logística da Região Sul
Data: 19 a 21 de novembro
Local: Centro de Promoções Itajaí – Tur – Itajaí
Organização e Promoção: Net Marinha
Telefone: (48) 3282-9930
Site: www.itajaitradesummit.com.br
Joinville | Setembro 2008 | 11
D icas
DVD
N a Plenária
Novos produtos da CDL: segurança
financeira e garantia estendida
Programação Neurolingüística
Autor: Suma econômica
Sinopse: Você conhecerá as principais
técnicas para melhorar a comunicação, o
relacionamento pessoal e a produtividade
individual e de equipes. Este curso demonstra como usar a neurolingüística na
vida pessoal e na empresa. É um guia indispensável nas empresas que desejam o aumento da produtividade dos funcionários e
das equipes.
LIVRO
Atendimento nota 10
Autor: Performance Research
Associates
Sinopse: Com linguagem e ilustrações
simples e bem-humoradas, atendimento
nota 10 aborda os mais importantes aspectos envolvidos em serviço de alta qualidade. Você encontrará variadas estratégias, técnicas e dicas para prestar o melhor atendimento pessoalmente, pela internet ou por
telefone. Esta leitura lhe dará uma visão bastante positiva dos desafios relacionados a
essa atividade.
Representantes da MAPFRE Seguros, Diretor Distrital (camisa clara)
e presidente José Ramos compuseram a mesa
Na Reunião Plenária da CDL do dia 20 de Agosto compuseram a mesa: Antenor Pinheiro Jr., Diretor do 19º
Distrito, Wagner Arendt, da FCDL/SC, Elcio John Faht e
Fabio Luis Villane, ambos da Mapfre Seguros, além do presidente José Manuel Ramos. Estiveram presentes também convidados e associados da CDL Joinville.
Elcio John Faht falou da atuação da Mapfre Seguros que,
atua em cerca de 40 países e está no Brasil há 51 anos. A Mapfre
tem, atualmente, 115 sucursais. Elcio falou sobre os novos produtos que nasceram da parceria entre a Mapfre e a FCDL/SC.
A ”Proteção Financeira” salda contratos financeiros de até 3 meses em caso de demissão (sem justa causa). E a “Garantia
Estendida” cobre os danos do produto por um tempo superior
ao já dado pelo fabricante.
O sistema de acesso a esses serviços também foi apresentado. Ele é acessado via internet e conta com um banco de dados para consulta. Em uma rápida demonstração, os presentes puderam conferir como é feito o cadastro para aquisição
destes produtos.
Governo planeja regular setor de cartões
Depois das tarifas bancárias, o governo agora quer adotar medidas para regular a indústria de cartões de crédito e
de débito e tentar acabar com a guerra travada entre comerciantes por causa da taxa cobrada nas transações, o que acaba
prejudicando os consumidores.
Segundo a Folha apurou, entre as
propostas em discussão no Banco
Central, coordenador do projeto, estão
"a quebra do monopólio" no credencia-
mento dos comerciantes, a unificação de
sistemas, o maior compartilhamento
dos terminais (permitindo usar vários
tipos de cartão num mesmo terminal eletrônico) e a definição, em lei, de que o
BC é o regulador oficial desse setor.
O trabalho conjunto servirá de base
para a criação do projeto final a ser apresentado ao presidente Luiz Inácio Lula
da Silva. Será dele a decisão de levar adiante as propostas. Isso porque algumas
Mauro Mariani visita
a CDL Joinville
No dia 20 de agosto, o candidato à prefeitura
de Joinville Mauro Mariani esteve presente em
uma reunião com a Diretoria da CDL Joinville. O
candidato falou sobre suas propostas e respondeu
aos questionamentos dos lojistas. A CDL Joinville
pretende receber todos os candidatos à prefeitura
para que apresentem as suas propostas.
medidas exigirão empenho do governo
para a aprovação no Congresso.
A idéia inicial não é tabelar a taxa cobrada dos comerciantes para realização
das operações com cartões e que tem feito com que os lojistas retirem o desconto
dado para compras à vista nos pagamentos com cartões, mesmo que seja com débito automático na conta do cliente.
Fonte: Folha de São Paulo 11-08
12 | Joinville | Setembro 2008
A conteceu
Corredores em debate na Câmara de Vereadores
No dia 30 de julho, a Câmara de Vereadores de Joinville esteve
lotada. O motivo foi a Audiência Pública para discussão sobre mobilidade urbana.
O presidente da CDL Joinville, José Manoel
Ramos, debateu sobre as diferenças do projeto apresentado pela prefeitura à CDL, no ano passado, e o que está em fase de implantação.
Foi exibido um vídeo do programa “CDL na TV”, do dia
22/05/2007, onde, um dos autores do projeto, Rubem Neermann,
relata sobre as faixas “preferenciais” que seriam instaladas na João
Colin, nas quais contemplavam espaço para estacionamento. No
final da sessão, após ser questionado, só então Rubem explicou que
houve modificações devido à inviabilidade de estacionamento na
área e à supressão de pedestres no local. Para ele, os corredores não
vão prejudicar o comércio. O que deixou os comerciantes mais revoltados é que essa modificação em momento algum voltou a ser
discutida.
Murilo Teixeira Carvalho, diretor executivo do IPPUJ, diz que
o projeto foi aprimorado depois de algumas discussões, mas reconhece que faltaram mais debates, inclusive com a CDL. Vladimir
Teixeira Constante, integrante da gerencia de mobilidade urbana
no IPPUJ, apresentou o atual projeto da Prefeitura, confirmando a
extensão dos corredores às ruas 9 de Março, Santa Catarina, São
Paulo e Ministro Calógeras.
Ao final da Audiência, o presidente da comissão de cidadania,
Marco Aurélio Marcucci, sugeriu que fosse encaminhado à prefei-
AGÊNCIA SUL
3028-6744
Confira abaixo os horários
de transmissão do programa “CDL na TV”, que
sempre apresenta assuntos
de interesse dos lojistas:
Quinta
21 horas
TV Brasil Esperança
Sexta
20 horas
TV da Cidade
REPRISES
Sábado
20 horas
TV Brasil Esperança
Domingo
20h30
TV da Cidade
Terça
00h30
TV da Cidade
Terça
07h30
TV Brasil Esperança
Presidente da CDL Joinville questionou a
implantação dos corredores sem prévio debate
tura um pedido para que, antes da implantação dos próximos corredores, acontecessem novas audiências nas quais a comunidade fosse ouvida. Porém, Marcucci destacou que a prefeitura tem autonomia para executar as obras sem seguir a solicitação da Câmara.

Similar documents

Setembro de 2013

Setembro de 2013 Colombo, em uma conversa informal sobre segurança pública durante reunião ocorrida na Acij no mês passado. CDL em Ação é publicado mensalmente pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Joinville. Rua M...

More information