Manual do Aluno e da Família 2016‐17

Comments

Transcription

Manual do Aluno e da Família 2016‐17
Manual do Aluno e da Família
2016‐17
Student and Family Handbook ‐ Handout ‐ Portuguese version Resumo Um Guia Para os Pais Sobre as Normas e
Regulamentos de Funcionamento das
Escolas do Condado de Palm Beach
Este resumo tem como destaque algumas informações importantes incluídas na versão completa do Manual do Aluno e da Família de 2016‐17. Para a versão completa do Manual online acesse: h p://
www.palmbeachschools.org/Students/StudentHandbooks.asp. Neste Resumo foram incluídos dois formulários: o formulário de Declaração de Recebimento das
Normas e Regulamentos de Funcionamento, que deve ser devolvido após assinado e o formulário de Par cipação do Aluno em Pesquisas Autorizadas que só deve ser devolvido se o(a) senhor(a) não der o seu consen mento. Caso os senhores não possam acessar a versão completa do Manual do Aluno e da Família via eletrônica, solicite uma cópia na escola de seu filho. Distrito Escolar do Condado de Palm Beach, Flórida Distrito conceituado em alta categoria pela Secretaria de Educação da Flórida desde 2005 O Conselho Escolar do Condado de Palm Beach, Flórida Distrito 1: VAGO
Distrito 2: Sr. Chuck Shaw (Presidente) Distrito 3: Sra. Karen Brill Distrito 4: Sra. Erica Whi ield Distrito 5: Sr. Frank A. Barbieri, Jr., Adv. (Vice‐presidente) Distrito 6: Sra. Marcia Andrews Distrito 7: Debra Robinson, Médica. O Distrito Escolar do Condado de Palm Beach tem o compromisso de proporcionar uma educação de primeira categoria com
excelência e equidade que possibilite a cada aluno alcançar o seu potencial máximo, com a assistência de funcionários eficientes
que incen vam o aprendizado, junto às habilidades e é cas necessárias para a formação de cidadãos responsáveis e conquista de
carreiras bem sucedidas.
Mensagem para os Pais e Alunos do Superintendente Robert M. Avossa, Ed. D. Bem‐vindos ao ano le vo de 2016‐17. Com a chegada de cada novo ano le vo surge a oportunidade de um recomeço! Eu vos incen vo a rarem proveito deste ano, estabelecendo sua própria trajetória para a concre zação de seus sonhos, esforçando‐
se o máximo agora para servir de base para uma vida bem sucedida e gra ficante. Sendo um educador com mais de 20 anos de experiência, eu sei o valor de estabelecer expecta vas explícitas o mais cedo possível para garan r o sucesso. É por esta razão que no ano passado trabalhamos arduamente, elaborando o Plano Estratégico para o nosso Distrito que nos servirá de guia para os próximos cinco anos. O obje vo do nosso Plano é colocar nossos recursos em alinhamento com as ações para proporcionarmos uma educação de primeira‐categoria a todos os alunos. Nossos alunos e suas famílias merecem a melhor experiência educacional que pudermos oferecer. O Plano Estratégico pode ser acessado através do: h ps://wcms.palmbeachschools.org/strategicplan/ O propósito do Manual do Aluno e da Família é de comunicar as expecta vas, regulamentos, procedimentos e prá cas para o ano le vo a todos os nossos alunos e suas famílias. Os professores e administradores de cada uma de nossas escolas esforçam‐se para proporcionar as melhores oportunidades educacionais que vão contribuir para o amadurecimento sócioemocional e aproveitamento acadêmico dos alunos. Como Distrito, temos o compromisso de criar e proporcionar um ambiente educacional onde os alunos e funcionários se sintam seguros em um clima de generosidade mútua, respeito e responsabilidade. Nós somos um distrito escolar de alto desempenho classificado entre os melhores distritos escolares do país e um distrito escolar de alta categoria no estado da Flórida. É com muito orgulho que eu lhes dou as boas vindas neste novo ano le vo! Atenciosamente, Robert M. Avossa, Doutor em Educação NORMAS E REGULAMENTOS DE FUNCIONAMENTO
Para Alunos de Escolas Primárias, Intermediárias e Secundárias Temos escolas públicas porque os cidadãos americanos acreditam que todas as pessoas têm direito a uma educação. O estado da Flórida tem leis para assegurar que toda criança possa frequentar a escola e exercitar este direito. Na Flórida, é compulsório que as crianças na faixa etária de seis a dezesseis anos frequentem a escola. Os condados locais devem proporcionar escolas públicas gratuitas para estas crianças. Estas escolas devem propiciar um estabelecimento de caráter profissional, seguro e favorável ao aprendizado. O Manual do Aluno e da Família aborda uma variedade de direitos e responsabilidades dos alunos em nossas escolas. As normas relacionadas a estes direitos e responsabilidades estão também incluídas no Manual do Aluno e da Família. Em toda parte do Manual do Aluno e da Família em que esteja descrito as responsabilidades do aluno, está implícito que os pais compar lham destas responsabilidades junto aos filhos. Os números que aparecem entre parênteses em quase todas as seções do Manual do Aluno e da Família representam os números dos Estatutos da Flórida (E.F.— número do estatuto), Regulamentos do Conselho Escolar (R– número do regulamento) do Código de Normas Administra vas do Estado da Flórida (FAC‐número da norma) ou das Normas do Conselho Estadual de Educação (SBER—número da norma). Em toda parte do Manual do Aluno e da Família em que a palavra “pais” é usada, significa que “um dos pais ou ambos os pais, o responsável que tenha a guarda, qualquer pessoa que tenha uma relação paternal com o aluno ou qualquer pessoa que esteja exercendo autoridade de supervisão do aluno em lugar dos pais”. F.S. § 1000.21(5). Todos os Regulamentos do Conselho Escolar estão disponíveis no site www.palmbeachschools.org/policies. INFORMAÇÕES QUE DEVEM ESTAR CIENTES...
Os Planos para o Desenvolvimento do Aluno do Distrito (SPPs) se encontram à disposição para análise. As estratégias do Distrito Escolar que são u lizadas para o desenvolvimento dos alunos desde o ingresso no Distrito até a formatura estão descritas nestes planos (h p://www.palmbeachschools.org/sc/
StudentProgressionPlans.asp). Estes planos são u lizados com a finalidade de estabelecer os padrões de desempenho do aluno em relação à aprovação, reprovação e recuperação. Também incluído no SPP se encontram os requisitos de matrícula e frequência, descrições dos programas educacionais, diretrizes para avaliações e os relatórios de aproveitamento do aluno e requisitos para formatura. Os senhores poderão encontrar informações valiosas acessando o website do Distrito www.palmbeachschools.org. Além disso, os seguintes websites oferecem informações também importantes: 
Código de Conduta do Aluno: h p://www.palmbeachschools.org/Students/StudentHandbooks.asp 
Relatório Público de Prestação de Contas das Escolas: h p://doeweb‐prd.doe.state.fl.us/eds/nclbspar/ (Neste link, clique na opção Repor ng Requirements do ano mais recente, a seguir mova a tela para baixo até Palm Beach e clique em con nue, então abaixe a tela até o nome da escola e clique em View This
School’s Report.)  Classificação das Escolas: h p://schoolgrades.fldoe.org/ (Neste link, clique na opção School Grades, a seguir clique em Open e mova a tela para baixo até localizar o nome da escola em Informa onal Baseline School Grades.) 
Planos de Melhoria Escolar: h p://www.palmbeachschools.org/ (Nest link, clique na opção Palm Beach, a seguir clique no nome da escola e em Download for SIP para o ano mais recente. Antes de fazer o recarregamento, a página exibe a classificação de cada escola e classificações anteriores. Para uma lista completa de diretores e escolas do Condado de Palm Beach, acesse o site do Distrito e clique na opção in tulada ESCOLAS e a seguir clique em RESOURCES. CALENDÁRIO DE 2016‐17
O Conselho Escolar aprovou o Calendário Escolar de 2016‐17 que pode ser acessado online no: h ps://wcms.palmbeachschools.org/communica ons/wp‐content/uploads/sites/52/2016/04/CR_2016‐2017.pdf DATAS IMPORTANTES
15 de agosto de 2016 Primeiro dia de aula 23 de dezembro de 2016 Desenvolvimento profissional para os professores (não haverá aula) 2 de junho de 2017 Úl mo dia de aula 21 de outubro de 2016 Desenvolvimento profissional para os professores (não haverá aula) 20 de fevereiro de 2017 Desenvolvimento profissional para os professores (não haverá aula) 8 de novembro de 2016 Desenvolvimento profissional para os professores (não haverá aula) 17 de março de 2017 Desenvolvimento profissional para os professores (não haverá aula) FERIADOS
5 de setembro de 2016 Dia do Trabalho 11 de novembro de 2016 Dia dos ex‐combatentes 3 de outubro de 2016 Feriado de Outono 23 de novembro a 25 de novembro de 2016 Feriado de Ação de Graças 16 de janeiro de 2017 Aniversário de M.L. King 29 de maio de 2017 Dia de Contemplação aos Combatentes Mortos na Guerra 20 de março a 24 de março de 2017 Férias de Primavera 12 de outubro de 2016 Feriado de Outono 26 de dezembro de 2016 a 6 de janeiro de 2017 Férias de Inverno 14 de abril de 2017 Feriado de Primavera REUNIÕES LTM (Entrada mais tarde em High Schools (escolas secundárias) e
Dias de Desenvolvimento Profissional (PDD—Saída Antecipada em Elementary Schools (escolas primárias
e em Middle Schools (escolas intermediárias)
30 de agosto de 2016 LTM 3 de novembro de 2016 LTM/PDD 2 de fevereiro de 2017 LTM/PDD 15 de setembro de 2016 LTM/PDD 8 dezembro de 2016 LTM/PDD 13 de outubro de 2016 LTM/PDD 19 de janeiro de 2017 LTM 8 DIAS RESERVADOS PARA EMERGÊNCIAS (EMD)
Os dias reservados para emergência nas escolas estão listados por Ordem de Prioridade.
Dias reservados para emergência adicionais estão sujeitos à aprovação do Superintendente
21 de outubro de 2016 8 de novembro de 2016 23 de novembro de 2016 23 de dezembro de 2016 6 de janeiro de 2017 5 de janeiro de 2017 20 de fevereiro de 2017 CÓDIGO DE CONDUTA DO ALUNO
R‐5.1811, R‐5.1812, R‐5.1813 As normas e regulamentos adicionais do Código de Conduta do Aluno estão sob revisão e sujeitos à mudanças. NOTA: As seções deste Manual contêm um resumo do Código de Conduta do Aluno. Há uma versão para o ensino fundamental e secundário. Para acessar eletronicamente o Código de Conduta do Aluno completo, acesse o site do Distrito para os regulamentos incluídos no Capítulo 5 h p://www.palmbeachschools.org/policies/ inclusive os R‐5.002 (Bullying e Assédio), R‐5.09 (Frequência, Faltas e Vadiagem), R‐5.0921 (Regulamento do Conselho Escolar do Condado de Palm Beach para Controle de Gangues), R‐5.1812 (Código de Conduta do Aluno para Alunos de Elementary School), R‐5.1813 (Código de Conduta do Aluno para Alunos de Escolas Secundárias), R‐5.1817 até o R‐5.186, 5.81 (Proteção ao Aluno contra Assédio e Discriminação Sexual). Sugerimos aos pais e alunos que façam juntos uma recapitulação das Normas de Conduta do Aluno e façam um comentário sobre a importância de estarem em segurança, agindo com responsabilidade e respeito na escola e no co diano. As Normas de Conduta do Aluno foram criadas pelo Distrito para proporcionar um ambiente de aprendizado seguro que conduza ao êxito acadêmico. Para que este obje vo seja alcançado, é necessário que o ambiente escolar seja composto de uma comunidade coopera va e segura. A “reestruturação cultural "de uma escola em um clima posi vo apoia o êxito acadêmico e promove a imparcialidade, civilidade, aceitação da diversidade, e também o respeito mútuo. O Conselho Escolar do Condado de Palm Beach adotou e está implementando uma infraestrutura de Apoio ao Comportamento Posi vo em todas as Escolas (SwPBS) para fomentar esta conquista. O SwPBS é um programa de disciplina que tem como base resultados e pesquisas que enfa zam o sistema de apoio em todas as escolas. O SwPBS dá prioridade a ensinar aos alunos a comportarem‐se de maneira que contribua para a conquista acadêmica e êxito escolar que favoreça um ambiente onde os alunos e funcionários sejam responsáveis e respeitosos. O SwPBS também tem como prioridade o comportamento apropriado dos funcionários para servir de exemplo, ensinar e reforçar o comportamento apropriado dos alunos; e aborda os casos de indisciplina menos graves como “oportunidades para ensinar”. O que é o Guia de Disciplina enquadrado às normas de conduta do aluno? O GUIA DE DISCIPLINA é uma ferramenta a ser usada pelos administradores para que ajam de maneira adequada nos casos de infrações por indisciplina, de acordo com as normas de conduta do aluno. Esta ferramenta serve para manter a estabilidade em todos os níveis através de todo o Distrito para que desta forma os alunos sejam disciplinados, de forma parcial, de escola para escola quando apresentarem um comportamento que requeira disciplina além de sala de aula. O obje vo do GUIA DE DISCIPLINA não é ser usado em sala de aula pelo professor, mas para ser usado como uma etapa progressiva em situações em que o aluno desacata às normas requisitando um diretor ou seu encarregado para impor as consequências. Determinadas infrações às normas como posse de arma, agressão, assédio sexual, requisitam que medidas
preliminares sejam tomadas pela administração de imediato. O GUIA DE DISCIPLINA tem como propósito ajudar não só aos pais, mas também os filhos, na compreensão de que possíveis consequências ocorrerão resultantes da infração às normas escolares. Enquanto que a maioria dos pais não tem a necessidade de familiarizarem‐se com o guia de disciplina (páginas 14‐31), o Conselho Escolar e o Distrito querem assegurar que os pais fiquem cientes sobre as medidas tomadas pelos seus administradores nas escolas quando os alunos exibem um mau comportamento. O GUIA DE DISCIPLINA possibilita aos administradores a impor as consequências compa veis, obstante à escola que seu filho frequente. Quando um aluno demonstra cometer múl plas infrações em uma ocorrência, como no caso de briga à mão armada, o administrador vai impor consequências mais severas. Assim como as Normas de Conduta do Aluno, o GUIA é também anualmente reavaliado pelas partes interessadas, inclusive os pais, professores, administradores e outros representantes da comunidade. Incidentes que resultem em recomendação disciplinar no Condado de Palm Beach são classificados como infrações de Nível 1, Nível 2, Nível 3 ou Nível 4. Ao decidir a medida disciplinar a ser imposta, o diretor ou o seu encarregado deverá considerar a idade do aluno, se é portador de necessidades especiais, classificação de ELL, conduta prévia, intenção e gravidade do incidente. É solicitado aos administradores que imponham a disciplina de uma maneira progressiva. O princípio fundamental é aplicar a medida menos severa adequada ao mau comportamento. Medida disciplinar mais rigorosa será imposta pelos administradores em caso de con nuação do mau comportamento. ELEMENTARY (Escolas Primárias)
NÍVEL 1
Variação Comportamentos Incidentes de Nível 1 são atos que provocam de estratégias antes da
administração de disciplina desordem na sala de aula, escola, transporte ou a vidades extracurriculares.  Recapitulação da matriz das INCIDENTES DE NÍVEL 1 expecta vas  Análise do comportamento  Atrasos habituais*  Orientação  Cábula ou falta injus ficada  Tarefa para reflexão  Permanência em áreas não designadas  Carta de desculpa  Sair da escola sem permissão  Infração ao código de vestuário  Demonstração de afeto em público  Trapaça nas provas e/ou exames  Desacato às normas escolares  Infração às normas no ônibus escolar  Fazer mau uso do computador/
tecnologia (secundário)  Comportamento ou brincadeira indisciplinada (desordeiro)  Linguajar desrespeitoso  Confrontação  Men ra/declaração falsa  Infração ao uso de telefone/tecnologia  Itens proibidos, uso de medicamentos não autorizados  Vendas ou distribuição de material não autorizado  A vidades inapropriadas  Desobediência/insubordinação *Recomendação mandatória à Equipe
Pedagógica
Variação de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado deverá selecionar pelo menos uma das seguintes medidas do Nível 1. Os diretores poderão autorizar o uso de medidas do Nível 2 para incidentes repe dos ou incidentes de Nível 1 habituais. Responsabilidades da Administração  Comunicar aos pais/responsável (M)  Convocar uma reunião com o aluno
(M) MEDIDAS DE NÍVEL 1  Reunião com pais  Recomendação ao orientador educacional  Recomendação para mediação junto aos colegas  Recomendação para mediação junto à administração  Contrato de comportamento  Reunião de equipe (IEP, 504, LEP)  Relatório diário/semanal  Mudança de horário de aulas  Requisição aos pais/responsável para que compareçam às aulas junto ao aluno  Res tuição voluntária  Determinação de assento no ônibus  Almoço em silêncio/detenção na hora do almoço  Detenção após o horário escolar  Detenção prolongada ou múl pla  Detenção escolar no sábado  Confiscação  Resolução de conflito  Aconselhamento  Encaminhamento a algum órgão fora do distrito M = Mandatório
ELEMENTARY (Escolas Primárias)
NÍVEL 2
Comportamentos Responsabilidades da Administração
Incidentes de Nível 2 são mais graves do que os incidentes de Nível 1. Estes  Inves gação comportamentos interferem  Declaração das testemunhas significantemente com o processo de aprendizado e/ou o bem‐estar geral. Variação de Estratégias Corre vas Antes da
Administração de Disciplina INCIDENTES DE NÍVEL 2  Assédio *  Inves gação  Mau comportamento no ônibus  Declarações de testemunhas  Linguagem vulgar  Revisão da matriz de expecta vas  Ameaça, sem prá ca de crime*  Orientação  Agressão sica*  Tarefa para reflexão  Comportamento desordeiro  Carta de desculpa repe vo *  Confirmar chegada e saída  Desobediência repe va  Jus ça restauradora  Bullying/Cyberbullying (bulling virtual)  Gerada por outros incidentes *  Acordo de não aproximação  Vandalismo <1000  Plano para segurança da ví ma  Pequeno furto ou roubo <300  Posse de produtos derivados do tabaco **  Detenções não cumpridas (Regular)  Detenções não cumpridas (sábado)  Bombinhas/Estalinhos *  Falsificação de documento ou assinatura  Jogos de azar *  Assédio sexual *  Posse de outros instrumentos ou objeto  Declarações de ameaças, sem prá ca de crime*  Prá cas de a vidades inapropriadas graves * *Recomendação à Equipe Pedagógica
Mandatória
Variação de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado deverá impor a medida de maneira progressiva quando apropriado. O diretor ou encarregado deverá
selecionar uma ou mais estratégias de nível 1, como também uma medida do nível 2. Responsabilidades da Administração  Comunicar aos pais/responsáveis (M)  Convocar uma reunião com o aluno (M) MEDIDAS DE NÍVEL 2  Mediação  Contrato de comportamento  Reunião sobre o plano (IEP, 504, LEP)  Relatório diário/semanal  Res tuição voluntária  Jus ça restauradora  Serviço comunitário  Perda de privilégios  Confisco/apreensão  Intervenção na escola  Suspensão interna  Dias pendentes  Programa Alterna vo para o Uso de Tabaco (ATOD) **  Suspensão do ônibus  Suspensão de 1 a 3 dias fora da escola (OSS) ** 1ª Infração – reunião com os pais, detenção após o horário escolar, recomendação ao orientador escolar ** 2ª Infração ‐ reunião com os pais, 1 dia OSS, material de orientação. **3ª Infração – 5 dias OSS/3 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool, tabaco ou outros pos de drogas (AOD). M = Mandatório
ELEMENTARY (Escolas Primárias)
NÍVEL 3
Comportamentos Incidentes de Nível 3 são mais graves do que os incidentes de Nível 2. Estes comportamentos causam um significante tumulto no processo de aprendizado. Estes incidentes causam problemas à saúde e/ou à segurança ou danos à propriedade escolar. INCIDENTES DE NÍVEL 3
 Briga  Agressão verbal ao aluno/à pessoa  Agressão verbal ao Funcionário do Conselho Escolar  Agressão sica ao aluno/pessoa (não funcionária do Distrito Escolar)  Ataque sico  Extorsão/chantagem/coerção  Assalto  Agressão sica a um funcionário do Conselho Escolar  Trotes  Roubo >300  Vandalismo >1000  Invasão e roubo/arrombamento  Uso inapropriado do computador/
tecnologia (grave)  Imprudência ao dirigir veículo  Roubo de veículo motorizado  Incêndio premeditado ****  Falsificação de documento/
apresentação de documento falso  Assédio sexual  Uso de medicamento controlado sem autorização***  Uso de substâncias tóxicas ***  Álcool ***  Parafernália des nada ao uso de drogas***  Drogas/Imitação de drogas representadas como drogas (posse/
uso/armazenagem )***  Violação de propriedade escolar  Falso alarme de incêndio/ligar para 911  Ameaça de bomba ****  Prá ca de atos não apropriados, lascivos ou obscenos  Conduta sexual inadequada  Posse de faca ou outros objetos potencialmente perigosos 



Responsabilidades Administra vas Inves gação (M) Declarações de testemunhas (M) Comunicado às autoridades policiais da escola (M) Recomendação à equipe pedagógica (M) Variações de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado deverá
selecionar pelo menos uma das medidas de nível 3 não mandatórias. Responsabilidades da Administração  Comunicar aos pais/responsáveis (M)  Convocar uma reunião com o aluno (M) MEDIDAS DE NÍVEL 3  Apreensão (conforme necessário)  Jus ça restauradora  Serviço comunitário  Perda de a vidades extracurriculares  Suspensão interna  Dia pendentes  Suspensão fora da escola de 1 a 5 dias  Recomendação para expulsão **** Infrações por Uso de Álcool ou
Outros Tipos de Drogas *** 1a Ofensa – 5 dias OSS/3 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool ou outros pos de drogas (AOD) *** Repe ção da ofensa (AOD) – 10 dias OSS/5 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool e outras drogas (AOD) Os diretores poderão convocar uma reunião com o Comitê de Avaliação Disciplinar em qualquer infração que seja de natureza singular. M = Mandatório ELEMENTARY (Escolas Primárias)
NÍVEL 4
Comportamentos Estes comportamentos são as prá cas mais graves de desordem e risco à vida. INCIDENTES DE NÍVEL 4  Ameaça eminente de violência, alto nível****  Tenta va de crime contra a pessoa****  Posse de arma de fogo, revólver, rifle, espingarda****  Agressão ao policial****  Posse, uso, venda, armazenamento ou distribuição de disposi vos explosivos****  Venda, intenção de venda ou distribuição de drogas, imitação de drogas representadas como drogas ou medicamentos vendidos sem receita médica****  Agressão em circunstâncias agravantes****  Agressão ou agressão em circunstâncias agravantes ao aluno/
pessoa (que não seja funcionário do Conselho (não funcionário do Conselho Escolar)****  Roubo à mão armada ****  Agressão ou agressão em circunstâncias agravantes a um funcionário do Distrito Escolar****  Agressão sexual ****  Sequestro ou rapto ****  Homicídio **** Consequências Disciplinares O diretor ou seu encarregado deverá empregar as seguintes medidas de nível 4 MEDIDAS DE NÍVEL 4  Inves gar (M)  Comunicar aos pais/responsável (M)  Declaração de testemunhas (M)  Comunicar ao superintendente da  Convocar uma reunião com o aluno área (M) (M)  Comunicar ao Departamento de  Apreensão (conforme necessário) (M) Segurança nas escolas (M)  Suspensão da escola por 10 dias (M)  Comunicar às autoridades policiais da escola (M) ****Recomendação para expulsão (M) Os diretores poderão convocar o Comitê de Avaliação Disciplinar em qualquer infração de natureza singular. M = Mandatório
Responsabilidades da Administração SECONDARY (Escolas Intermediárias e Secundárias)
NÍVEL 1
Comportamentos Incidentes de Nível 1 são atos que tumultuam a ordem em sala de aula, o funcionamento escolar, o transporte ou as a vidades extracurriculares INCIDENTES DE NÍVEL1  Atrasos habituais  Cábula  Permanência em áreas não designadas  Saída da escola sem permissão  Desacato às normas de vestuário  Demonstração de afeto em público  Trapaça  Não cumprimento às normas escolares  Infração ao regulamento do ônibus  Mau uso da tecnologia/computador (secundário)  Brincadeira ou comportamento indisciplinado (desordeiro)  Linguajar desrespeitoso  Confrontação  Men ra/declaração falsa  Infração ao uso de telefone celular/
tecnologia  Objetos proibidos, uso de medicamento sem autorização  Vendas/distribuição de material não autorizado  A vidades não apropriadas  Desobediência/insubordinação Variação de estratégias corre vas antes
da administração de disciplina  Revisão da matriz de expecta vas  Análise do comportamento  Orientação  Tarefa para reflexão  Carta de desculpa Variação de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado poderá selecionar pelo menos uma das seguintes medidas do Nível 1. Os diretores poderão autorizar o uso de medidas do Nível 2 para incidentes de Nível 1 repe dos, graves ou habituais. Responsabilidades da Administração  Comunicar aos pais/responsáveis (M)  Convocar uma reunião com o aluno (M) MEDIDAS DE NÍVEL 1  Reunião com os pais  Recomendação ao orientador educacional  Recomendação para mediação junto aos colegas  Recomendação para mediação junto à administração  Contrato de comportamento  Reunião de equipe (IEP, 504, LEP)  Relatório diário/semanal  Mudança do horário de aulas  Requisição aos pais/responsáveis para que compareçam às aulas junto ao aluno  Res tuição voluntária  Determinação de assento no ônibus  Almoço em silêncio/detenção na hora do almoço  Detenção após o horário escolar  Detenção múl pla ou prolongada  Detenção escolar no sábado  Confiscação  Resolução de conflito  Aconselhamento  Encaminhamento a um órgão fora do distrito M = Mandatório
SECONDARY (Escolas Intermediárias e Secundárias)
NÍVEL 2
Comportamentos Incidentes de Nível 2 são mais sérios do que incidentes de Nível 1. Estes comportamentos causam um tumulto significante ao processo de aprendizado e/
ou bem‐estar geral INCIDENTES DE NÍVEL 2  Assédio *  Mau comportamento no ônibus  Linguagem vulgar ou obscena  Ameaça, sem prá ca de crime *  Agressão sica *  Comportamento desordeiro Repe vo *  Desobediência repe va  Bullying/Cyberbullying (bullying virtual) *  Prá ca de trote *  Vandalismo <1000  Pequeno furto ou roubo <300  Posse de produtos derivados do tabaco **  Detenções não cumpridas (regular)  Detenções não cumpridas (sábado)  Bombinhas/estalinhos*  Falsificação de documento ou assinatura  Jogos de azar *  Posse de outros instrumentos ou objetos  Assédio sexual *  Declaração de ameaças, sem prá ca de crimes *  Prá cas de a vidades inapropriadas graves/repe vas * *Recomendação à Equipe Pedagógica
Mandatória Responsabilidades da Administração  Inves gação  Declarações das testemunhas Variação de estratégias corre vas antes da
administração de disciplinas  Inves gação  Declaração de testemunhas  Revisão da matriz de expecta vas  Orientação  Análise de comportamento  Carta de desculpa  Confirmar chegada e saída  Jus ça restauradora  Gerada por outros incidentes  Acordo de não aproximação  Plano para segurança da ví ma Variação de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado deverá impor a medida de maneira progressiva quando apropriado. O diretor ou encarregado poderá
selecionar uma das estratégias do Nível 1, como uma das ações de Nível 2. Responsabilidades da Administração  Comunicar aos pais/responsáveis (M)  Convocar uma reunião como aluno (M) MEDIDAS DE NÍVEL 2  Mediação  Contrato de comportamento  Reunião sobre o plano (IEP, 504, LEP)  Relatório diário/semanal  Res tuição voluntária  Jus ça restauradora  Serviço comunitário  Perda de privilégios  Confiscação  Intervenção na escola  Suspensão interna  Dias pendentes  Programa ATOD **  Suspensão do ônibus  Suspensão de 1 a 5 (OSS) fora da escola ** 1ª Infração – 5 dias OSS/3 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool, tabaco ou outras drogas (ATOD). ** 2ª Infração – 5 dias OSS/2 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool, tabaco ou outros pos de drogas (ATOD). *** Infrações adicionais – 10 dias OSS M = Mandatório
SECONDARY (Escolas Intermediárias e Secundárias)
NÍVEL 3
Comportamentos Incidentes de nível 3 são mais graves do que os de nível 2. Estes comportamentos causam um tumulto significante ao processo de aprendizado. Estes incidentes causam problemas à saúde e/ou à segurança ou danos à propriedade. INCIDENTES DE NÍVEL 3  Briga  Agressão verbal ao aluno/à pessoa  Agressão verbal ao funcionário do Conselho Escolar  Agressão sica ao aluno/pessoa(não funcionário do Conselho Escolar)  Ataque sico  Extorsão/chantagem/coerção  Assalto  Agressão sica a um funcionário do Conselho Escolar  Prá ca de trotes  Roubo >300  Vandalismo >1000  Invasão e roubo/arrombamento  Mau uso do computador/tecnologia (grave)  Imprudência ao dirigir veículo  Uso de substâncias tóxicas***  Roubo de veículo motorizado  Incêndio premeditado ****  Falsificação de documento  Assédio sexual  Uso de medicamento controlado sem autorização***  Use de substâncias tóxicas***  Álcool ***  Parafernália des nada ao uso de drogas ***  Drogas/imitação de drogas representadas como drogas (posse/
uso/armazenagem)***  Violação de propriedade escolar  Falso alarme/ligar para 911  Ameaça de bomba****  Prá cas de atos não apropriados, lascivos ou obscenos  Conduta sexual inadequada  Posse de faca ou outros objetos potencialmente perigosos 



Responsabilidades
da administração Inves gar (M) Declarações de testemunhas (M) Comunicado às autoridades policiais (M) Recomendação à equipe pedagógica (M)
Variações de Medidas Disciplinares O diretor ou encarregado deverá
selecionar pelo menos uma das medidas de nível 3 não mandatórias. Responsabilidades da administração  Comunicar aos pais/responsáveis(M)  Convocar uma reunião com o aluno (M) MEDIDAS DE NÍVEL 3  Apreensão (conforme necessário)  Jus ça restauradora  Serviço comunitário  Perda de a vidades extracurriculares  Suspensão interna  Dias pendentes  Suspensão de 1 a 10 dias fora da escola  Recomendação para expulsão **** Infrações por uso de álcool ou outras
drogas (AOD)
*** 1a infração – 10 dias OSS/5 pendentes com frequência ao programa contra o uso de álcool ou outros pos de drogas (AOD) aprovado pelo Distrito *** Repe das infrações por uso de álcool ou outros pos de drogas (durante o mesmo ano le vo) ‐ mandatório 10 dias de suspensão fora da escola e recomendação para expulsão. Os diretores poderão convocar uma reunião com o Comitê de Avaliação Disciplinar em qualquer infração que seja de natureza singular. M = Mandatório
SECONDARY (Escolas Intermediárias e Secundárias)
NÍVEL 4
Comportamentos Estes comportamentos são as prá cas mais graves de desordem e risco à vida INCIDENTES DE NÍVEL 4  Ameaça iminente de violência, alto nível****  Tenta va de crime contra pessoa****  Posse de arma de fogo, revólver, rifle, espingarda****  Agressão a um policial****  Posse, uso, venda, armazenagem ou distribuição de disposi vo explosivo****  Venda, intenção de venda ou distribuição de drogas, imitação de drogas representadas como drogas representadas como drogas ou medicamentos****  Agressão em circunstâncias agravantes****  Agressão ou agressão em circunstâncias agravantes a um aluno/
pessoa (que não seja funcionário do Conselho Escolar)****  Roubo à mão‐armada****  Agressão ou agressão em circunstâncias agravantes a um funcionário do Conselho Escolar****  Agressão sexual ****  Sequestro ou rapto****  Homicídio**** 




Responsabilidades da Administração Inves gar (M) Declaração de testemunhas (M) Comunicar ao superintendente da área (M) Comunicar ao Deptº de Segurança nas escolas (M) Comunicar às autoridades policiais da escola (M) Consequências Disciplinares O diretor ou seu encarregado deverá empregar as seguintes medidas de nível 4 MEDIDAS DE NÍVEL 4  Comunicar aos pais/responsável (M)  Convocar uma reunião com o aluno (M)  Apreensão (conforme necessário) (M)  Suspensão da escola por 10 dias (M) ****Recomendação para expulsão (M) Os diretores poderão convocar o Comitê de Avaliação Disciplinar em qualquer infração de natureza singular. M = Mandatório
JURAMENTO À BANDEIRA
Regulamento 5.40
O estado da Flórida exige que o Juramento à Bandeira seja recitado no início do dia em todas as escolas públicas da Flórida, desde as escolas primárias até a secundárias. Cada aluno deverá ser informado através de uma no ficação por escrito, publicada no Manual do Aluno ou em publicação semelhante, conforme a seção 1006.07(2), declarando que o aluno tem o direito de não par cipar da recitação do juramento. Após solicitação dos pais, por escrito, para a não par cipação do aluno, este deverá ser isento da recitação do juramento, incluindo ficar de pé e colocar a mão direita sobre o coração. E.F. § 1003.44
(1). 1. Um aluno menor de 18 anos não emancipado deverá ficar de pé e recitar o Juramento à Bandeira, a menos que esteja isento, a pedido dos pais, mediante solicitação por escrito. Um aluno de 18 anos ou acima ou um aluno de escola secundária que seja emancipado, tem autoridade própria e não poderá lhe ser exigido a ficar de pé e recitar o Juramento à Bandeira. 2. Um aluno isento de recitar o Juramento à Bandeira está também isento de ficar de pé. Na ocorrência de que um aluno não queira par cipar mas não tenha apresentado uma isenção da par cipação, o funcionário da escola: a. não poderá repreender o aluno na frente da turma; b. deverá reunir‐se com o aluno (que não seja maior de 18 anos ou não emancipado, frequentando escola secundá‐
ria) em par cular e avisar aos pais para que eles possam resolver a questão, qualquer conflito que surja entre os pais e a criança deverá ser resolvido pelos pais; c. não poderá disciplinar o aluno por não ficar de pé e/ou recitar o juramento; d. deverá implementar medida disciplinar, se o aluno causar significa va perturbação ao juramento. RELATÓRIO DE ESTABILIDADE ECONÔMICA
As seções 1002.20 e 445.07 dos Estatutos da Flórida determinam que o Departamento de Oportunidades Econômicas após consulta prévia à Secretaria de Educação, prepare ou contrate um órgão para preparar um relatório de estabilidade econômica sobre empregos e salários para pessoas com diplomas ou cer ficados concedidos por ins tuições educacionais pós‐secundárias públicas. Antes da matrícula, cada aluno de escola intermediária e secundária ou seus pais devem receber um resumo de duas páginas do Relatório de Estabilidade Econômica e Salários do Departamento de Oportunidades Econômicas junto ao acesso ao relatório de oportunidades pós‐secundárias por via eletrônica. Os links abaixo proporcionam acesso a um resumo de duas páginas e também ao relatório sobre estabilidade econômica completo. Resumo de duas páginas:h p://www.fldoe.org/core/fileparse.php/7750/urlt/TwoPageSummary.pdf Relatório sobre Estabilidade Econômica Completo: h p://www.beyondeduca on.org/ Relatório sobre Estabilidade Econômica de Empregos e Salários para Formandos
de Ins tuições Públicas Educacionais Pós‐Secundárias no Estado da Flórida
Resumo
Dezembro de 2015
O Relatório sobre Estabilidade Econômica do Estado da Flórida enfoca a média salarial no primeiro ano dos recentemente
diplomados e formados1 pelas ins tuições educacionais públicas pós‐secundárias do Estado da Flórida ‐ Sistema Universitário
Estadual (SUS), Sistema de Curso Superior da Flórida (FCS) e Centrais de Escolas Técnicas do Distrito (DTCs). O relatório
comprova a variação salarial no primeiro ano, entre os formandos que receberam diplomas ou cer ficados destas ins tuições
pós‐secundárias. Além disso, apresenta dados sobre a porcentagem de formandos de várias ins tuições recebendo auxílio
público e a porcentagem de matriculados em programas de formação profissional, como também o acúmulo de débitos por
todos os alunos e não apenas pelos diplomados. Os resultados demonstram os pos de credenciais pós‐secundárias ob das
pelos formandos e a ins tuição em que são ob das é fator relevante.
O aumento dos níveis de êxito educacional proporciona um es mulo de capacitação lucra va— quanto mais vocês aprendem,
mais vocês lucram. Porém, há sempre uma ampla variação na média salarial dos diplomados com o mesmo nível de
credenciamento, dependendo do que estudaram. A tabela seguinte demonstra algumas das áreas de estudos mais comuns dos
diplomados com um Diploma de Associado em Ciências (A.S.). A média salarial dos diplomados no primeiro ano com um
diploma de A.S. em Provedor/Assistente de Cuidados Infan s é cerca de $25.000. Ao contrário, uma pessoa com diploma de
A.S. em Enfermagem ganhava quase duas vezes aquele valor, enquanto uma pessoa que obteve um diploma de A.S. em
Tecnologia Paramédica para Casos de Emergência, ganhava mais do que $55.000.
Isto também se enquadra aos diplomados com bacharelado. A figura abaixo demonstra a variação de ganhos dos diplomados
num dos programas de bacharelado mais comuns da Flórida. O âmbito vai de $30.000 por ano (Biologia, Psicologia, Inglês e
Direito Penal) para mais de $40.000 (Contabilidade). Professores de Ensino Primário e formados em Pedagogia e Finanças, 1 Neste relatório, “diplomados”é um termo específico usado para iden ficar qualquer pessoa que tenha ob do um diploma (ex. Associado, bacharelado ou mestrado). “Formandos” é um termo geral usado para iden ficar qualquer pessoa que tenha concluído qualquer nível de educação pós‐secundária (ex. Cer ficados, diplomas, bacharelados, etc). ganham em média acima de $37.000 no primeiro ano após a formatura.
Como representado neste resumo, existem muitos fatores a serem levados em consideração quando exploramos as opções
educacionais e profissionais. Solicitamos que consultem o Beyond Educa on para analisar o Relatório sobre Estabilidade
Econômica na íntegra e obter informações importantes, a serem consideradas, enquanto verificam as diversas oportunidades de
aprendizado pós‐secundárias à disposição no estado da Flórida.
The Mul cultural Educa on Department Transla on Team cer fies that this a true and faithful transla on of the original document. June 2016 ‐ (561) 434‐8620 ‐ SY 16‐1205. 

Similar documents