a contribuição da construtora camargo corrêa para o

Comments

Transcription

a contribuição da construtora camargo corrêa para o
A CONTRIBUIÇÃO DA CONSTRUTORA CAMARGO CORRÊA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
QUEM SOMOS
Conheça a história da Construtora Camargo Corrêa, que há mais de 70 anos
contribui diretamente para o desenvolvimento do Brasil
A trajetória de sucesso da Construtora Camargo Corrêa
presença de destaque em diversos outros setores,
teve início em 1939 com a fundação da empresa, na época
como o industrial, de óleo e gás, rodoviário, portuário
batizada como Camargo, Corrêa & Companhia Limitada –
e de saneamento. A Construtora Camargo Corrêa está
Engenheiros e Construtores. Hoje é considerada uma das
dividida internamente em seis segmentos: Construções
mais importantes divisões de negócios do Grupo Camargo
Industriais, Energia, Infraestrutura, Óleo e Gás, África e
Corrêa, um grande conglomerado industrial de atuação
América Latina. Dentre os projetos mais recentes em que
diversificada, com presença em cerca de 20 países. Ao
está presente destacam-se as seguintes obras:
>
longo de seus mais de 70 anos de história, a companhia
tem contribuído diretamente para o desenvolvimento do
Brasil e dos países onde atua.
A empresa esteve à frente de obras emblemáticas,
como a construção das rodovias Presidente Castello
Branco (SP) e Imigrantes (SP), da Ponte Rio Niterói
(RJ), da primeira linha do Metrô de São Paulo, das
usinas de Itaipu (PR), Tucuruí (PA) e Guri (Venezuela),
algumas das maiores hidrelétricas do mundo, do
Aeroporto Internacional de Cumbica (SP), entre muitos
outros empreendimentos considerados vitais para o
crescimento e aprimoramento da infraestrutura do país.
O foco prioritário da Construtora Camargo Corrêa
são os projetos de alta complexidade, de grande porte e
que necessitam de um elevado grau de especialização.
Projetos esses desenvolvidos de maneira alinhada aos
mais rigorosos conceitos da sustentabilidade. A empresa
é líder no setor de engenharia e construção na América
Latina, com obras realizadas no Brasil, na Colômbia, no
Peru, na Argentina e na Venezuela e ainda está presente
em Angola e Moçambique.
Considerada uma das principais empresas do mundo
USINA HIDRELÉTRICA DE CAMPOS NOVOS: CERTIFICADA
COM A NORMA ISO 14001
no segmento de construção de hidrelétricas, tem ainda
2
3
4
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
5
Usina Hidrelétrica Jirau – Trata-se da segunda maior
O empreendimento compreende a construção da
para o transporte da produção de etanol da região de
usina hidrelétrica em construção no Brasil, localizada
infraestrutura (canteiro e praça cívica), do Auditório e
Ribeirão Preto para o polo petroquímico de Paulínia, no
no estado de Rondônia, no rio Madeira. Sua capacidade
do Palácio do Governo.
interior de São Paulo.
Metrô de São Paulo – Presente na história do Metrô
Mineroduto Minas-Rio – O maior mineroduto em
de São Paulo desde a sua primeira linha (Azul, antiga
construção
Rodoanel Mário Covas – A Camargo Corrêa construiu um
norte-sul), a Camargo Corrêa participa atualmente da
em 525 km de extensão entre os estados do Rio
dos lotes do Trecho Sul do Rodoanel (61,4 km), em São
construção da Linha Amarela, que liga a Estação da Luz,
de Janeiro e de Minas Gerais.
Paulo. A obra, encomendada pelo Governo do Estado de
no centro da cidade, à Vila Sônia, na zona oeste.
instalada será de 3.300 megawatts (MW), suficiente para
abastecer quase 10 milhões de casas.
São Paulo, tem o objetivo de aliviar o intenso trânsito da
cidade de São Paulo.
Cidade Administrativa do Governo de Minas Gerais –
mundo
atravessa
32
municípios
TFPM e TMPM – Terminais ferroviário e marítimo do Porto
Ponte do Rio Negro – A obra da ponte estaiada sobre
Madeira, no Maranhão, que tiveram as obras iniciadas em
o Rio Negro, localizada em Manaus (AM), liga a capital
2010. Projeto contratado pela Vale.
amazonense ao município de Iranduba.
Inaugurada em fevereiro de 2010, trata-se do maior vão
livre (147,5 m) suspenso do mundo em obras prediais.
no
Refinaria Abreu e Lima – Conhecida como Rnest-UCR,
Etanolduto – O projeto prevê a construção de um duto
localizada em Ipojuca (PE), trata-se da primeira refinaria
do Nordeste brasileiro.
Refinaria Presidente Getúlio Vargas – As obras na Repar,
em Araucária (PR), estão em construção e já foram
entregues as subestações SE-2212 e SE-6821.
Mina de Bauxita de Juruti – Tendo como cliente a
Alcoa Alumínios, o projeto de Juruti tem como principal
objetivo a produção de 2,6 milhões de toneladas de
SOLDA NO OLEODUTO SÃO SEBASTIÃO – OSBAT (SP)
bauxita por ano para alimentar a Refinaria Alumar, em
São Luis do Maranhão (MA).
Porce III – A hidrelétrica em Medellín, na Colômbia, vai
Huachipa – O projeto prevê a construção e a operação
gerar energia para uso local e exportação. A usina de
da maior obra de saneamento de Lima, no Peru.
660 MW iniciou a geração comercial de energia no final
A estação de tratamento de água levará água potável
de 2010. Sua construção foi marcada por desafios de
para cerca de 2,4 milhões de pessoas em cinco
engenharia e logística que exigiram a escavação de 21
municípios da região metropolitana da capital peruana.
LINHA AMARELA DO METRÔ DE SÃO PAULO, QUE INTERLIGA A ESTAÇÃO DA LUZ, NO CENTRO DA CIDADE, À VILA
SÔNIA, NA ZONA OESTE
4
km de túneis.
Tuy IV – Empreendimento na Venezuela, orçado em
Piura – A Construtora acertou com o governo de Piura,
US$ 2,2 bilhões, tem como objetivo levar saneamento
no Peru, o desenvolvimento de um sistema de irrigação e
e abastecimento de água para uma população de cerca
geração de energia elétrica. Na fase final, um túnel de 13
de 5 milhões de pessoas na região do Rio Tuy.
km de extensão será construído.
5
MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA
As corporações de todo o mundo enfrentam hoje um
alterações como uma grande oportunidade para provocar
civil a publicar um Plano de Gestão de Carbono que
período de grandes transformações. A sustentabilidade,
transformações positivas no dia a dia das pessoas, das
contempla os Inventários de Gases de Efeito Estufa
palavra que no século passado se fazia pouco presente
comunidades e nos países onde atuamos.
referentes aos anos de 2009 e 2010 e metas de redução
nos diálogos corporativos, hoje estabeleceu seu território.
Temos orgulho do enorme legado deixado pelas
A busca pela perenidade dos negócios, o respeito com o
nossas obras para diversas gerações. Geramos milhares
Apesar do muito que já fizemos e das nossas conquistas,
meio ambiente e o compromisso com a responsabilidade
de empregos, contribuímos com o desenvolvimento
sabemos que temos pela frente uma trilha repleta de
social que sempre fizeram parte da história da Camargo
econômico e educacional e, ao mesmo tempo, não
desafios. Nas próximas páginas convidamos você a conhecer
Corrêa também ganham a cada dia mais espaço dentro da
poupamos esforços para garantir o bem-estar e a
as práticas socioambientais da Construtora Camargo Corrêa,
nossa companhia.
segurança das pessoas que estão em nossos projetos
práticas essas que reafirmam nosso profundo desejo de
e em seu entorno.
ajudar a construir uma sociedade mais justa, responsável e
Em cada localidade aonde chegamos e damos início
e compensação.
a mais uma grande obra provocamos mudanças e
A preservação do meio ambiente é outra questão
plenamente sustentável.
assumimos o desafio e a responsabilidade de tratar
vital para a Construtora Camargo Corrêa, que foi a
cada um desses aspectos, cada uma dessas possíveis
primeira empresa brasileira do setor da construção
Dalton Santos Avancini
PONTE SOBRE A REPRESA BILLINGS, EM SÃO PAULO
CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE É VITAL PARA A CONSTRUTORA
UHE BATALHA: OBRA CERTIFICADA EM RESPONSABILIDADE SOCIAL
Boa leitura,
NOS ESFORÇAMOS PARA
GARANTIR A SEGURANÇA
E O BEM-ESTAR DAS
PESSOAS QUE ESTÃO EM
NOSSOS PROJETOS
E EM SEU ENTORNO
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
8
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
9
SUSTENTABILIDADE
VISÃO DE
SUSTENTABILIDADE
SOLUÇÕES SOCIAIS E
AMBIENTAIS RESPONSÁVEIS
SÃO DISSEMINADAS PARA
TODAS AS OBRAS
Como a Construtora Camargo Corrêa conduz seus negócios
de maneira social e ambientalmente responsável
A busca pelo bom desempenho econômico, que
sempre desafiou as corporações, não ficou para
A CONSTRUTORA FAZ USO
DE METAS E INDICADORES DE
DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL
E REPORTA PERIODICAMENTE
SEUS RESULTADOS PARA AS
INSTÂNCIAS DE GOVERNANÇA
DA ORGANIZAÇÃO
trás. Mas a geração de resultados positivos para a
sociedade e a execução de práticas ambientalmente
responsáveis se tornaram questões tão relevantes
para as empresas quanto a geração de lucro e de
dividendos para os acionistas. Alinhada à visão
de sustentabilidade do Grupo Camargo Corrêa, a
Construtora também assume a responsabilidade
de conduzir seus negócios de maneira a garantir
a perenidade da companhia.
PARA A CONSTRUTORA, PRÁTICAS
AMBIENTALMENTE RESPONSÁVEIS SÃO
TÃO RELEVANTES QUANTO O LUCRO
8
9
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
10
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
LINHA DO TEMPO
CONSTRUÇÃO
RESPONSÁVEL
Para chegar ao modelo atual de gestão socioambiental,
a Construtora Camargo Corrêa percorreu um longo
caminho em busca da eficiência e da inovação diante
do desafio de construir o Brasil com responsabilidade
socioambiental.
2001
Práticas ambientais – como plantio de árvores,
gerenciamento de resíduos e coleta seletiva – são
aplicadas nas obras da Construtora Camargo Corrêa.
Para garantir mais eficiência nessas atividades, é criada
a primeira versão do Sistema de Gestão Ambiental, uma
METAS E INDICADORES DE
DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL SÃO
REPORTADOS ÀS INSTÂNCIAS DE
GOVERNANÇA DA ORGANIZAÇÃO
espécie de manual de responsabilidade ambiental que
sintetizou as melhores práticas e que deveria ser seguido
do planejamento à entrega da obra.
Para isso, desenvolveu, dentro do seu Sistema Integrado
de Gestão de Obra (SIGO), os Sistemas de Gestão Social
e Ambiental que permitem um monitoramento completo
da implementação dos instrumentos de controle ambiental
e social em cada uma das construções. A empresa criou
também mecanismos como a disseminação consistente de
boas práticas e soluções ambientais e sociais responsáveis,
que, adotadas por uma obra e ao demonstrarem bons
resultados, são automaticamente replicadas para as demais,
possibilitando um aprimoramento contínuo das atividades.
Como forma de incentivar a adoção de práticas
operacionais e comportamentais, em alinhamento aos
princípios de Qualidade, Segurança e Sustentabilidade,
foi criado o Prêmio Padrão Camargo Corrêa, que tem as
categorias Boas Práticas, Atitude Individual, Selos Padrão
e Obra Padrão do Ano.
10
2002
A GERAÇÃO DE RESULTADOS
POSITIVOS PARA A SOCIEDADE
E PARA O MEIO AMBIENTE
É TÃO RELEVANTE
QUANTO A GERAÇÃO DE
LUCROS E DIVIDENDOS
É criada a área de Gestão Ambiental da Construtora.
A empresa dá início ao planejamento de indicadores e
metas ambientais para as obras, já com base em algumas
diretrizes da ISO 14001, norma internacional que especifica
um processo de controle e melhoria do desempenho
ambiental das organizações.
2003
A Construtora recebe reconhecimentos importantes no
A Construtora faz ainda uso de metas e indicadores de
desempenho socioambiental e reporta periodicamente
seus resultados para as instâncias de governança da
organização, seguindo as diretrizes de sustentabilidade e
políticas corporativas do Grupo Camargo Corrêa. Conheça
a seguir como a gestão socioambiental tem funcionado na
prática das obras.
cenário nacional, como o Prêmio Super Ecologia, da revista
Superinteressante, e o Prêmio Expressão da Ecologia.
A empresa realiza o primeiro Workshop de Meio
Ambiente, em que profissionais de todas as obras
compartilham ações e propõem melhores práticas
relacionadas ao meio ambiente.
11
12
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
13
2005
2008
A Construtora conquista a certificação ISO 14001
Criada a área de Sustentabilidade na Construtora
nas obras das usinas hidrelétricas de Barra Grande e
Camargo Corrêa.
Campos Novos.
Os indicadores ambientais da Construtora são
Acontece a 1ª Semana do Meio Ambiente, de maneira
alinhados aos do Grupo Camargo Corrêa e passam a
estruturada nas obras, disseminando as melhores práticas
ser acompanhados pela alta direção da empresa.
e promovendo a conscientização ambiental.
A empresa assina o primeiro termo técnico de
cooperação para compensação das emissões de CO2
2006
da Usina Hidrelétrica Serra do Facão (GO).
O Sistema de Gestão Ambiental é reavaliado e alinhado
2009
de maneira definitiva às diretrizes da ISO 14001. Agora,
a Construtora Camargo Corrêa é capaz de identificar
Todas as obras da Construtora elaboram inventário de
os problemas, diagnosticar os impactos ambientais e
gases de efeito estufa e passam a implantar o Sistema
implantar soluções padronizadas em todas as obras.
de Gestão Social, tendo uma lista de verificação de
Elaborada e divulgada a Carta da Sustentabilidade, o
Responsabilidade Social como norteadora.
Desafio da Inovação, do Grupo Camargo Corrêa, quando
A empresa elabora o Manual do Canteiro Sustentável, que
os acionistas lançaram um desafio aos executivos para
apresenta alternativas economicamente viáveis capazes de
inovar na condução dos negócios e na forma de garantir a
melhorar os aspectos ambientais e sociais das obras.
perenidade da companhia.
2010
O Instituto Camargo Corrêa revê seu planejamento
estratégico e redefine sua forma de atuação. Foram criadas
A Carta de Expectativas – documento enviado
novas diretrizes e critérios para o investimento social das
anualmente pelos acionistas aos gestores – inclui, pela
empresas do Grupo Camargo Corrêa em parceria com as
primeira vez, as diretrizes de sustentabilidade em seu
unidades de negócio e as comunidades locais.
texto principal. Indicadores ambientais e sociais passam a
afetar diretamente a remuneração variável dos executivos
2007
de todas as linhas de negócios.
A Construtora começa a evoluir seus indicadores
A empresa promove a revisão de seus indicadores
ambientais e a estabelecer metas para melhorar e implantar
ambientais com o objetivo de ampliar as exigências do
o Sistema de Gestão Ambiental em sua plena capacidade.
Sistema de Gestão Ambiental.
A empresa dá início a seu primeiro inventário de gases
O desempenho ambiental das obras passa a ser avaliado
de efeito estufa, na obra da Hidrelétrica de Foz de Chapecó
mensalmente com base no preenchimento de uma lista de
(SC), e atualiza sua ferramenta de requisitos legais.
verificação do cumprimento dos requisitos ambientais.
Implantado o novo foco do Instituto Camargo Corrêa:
A Construtora Camargo Corrêa conquista o Prêmio
desenvolvimento comunitário, por meio da execução de
Chico Mendes e o Prêmio Brasil Ambiental, ambos
programas voltados para a primeira infância, a educação e
relacionados à gestão ambiental na obra da Usina
a geração de renda, prioritariamente nas cidades onde as
Hidrelétrica de Jirau.
unidades de negócio do grupo estão presentes.
12
13
14
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
A obra da Hidrelétrica de Batalha (MG) é a primeira do
mundo a produzir um inventário do consumo de água por
meio da metodologia Water Print Network, reconhecida
internacionalmente.
A empresa investe no atendimento à Política Nacional
de Resíduos Sólidos e começa a estruturar novas ações
para o gerenciamento dos resíduos nas obras.
A CONSTRUTORA
EM NÚMEROS:
27 usinas hidrelétricas
• 7 aeroportos (1 base militar)
• 4 refinarias de petróleo
• 4 usinas termelétricas
• 1 usina nuclear
• 3.000 km de dutos
• 3 grandes portos
•
Certificada a primeira obra da Construtora
Camargo Corrêa na NBR 16001, a norma brasileira de
Responsabilidade Social, a Refinaria Henrique Lage –
Revap, em São José dos Campos (SP).
2011
A empresa desenvolve seu Plano de Gestão de Carbono.
É lançada a Bolsa de Resíduos, sistema via internet que
permite o cadastro dos resíduos gerados nas obras para
que empresas certificadas e cadastradas deem lances
comerciais no material. A ferramenta permite transformar
os resíduos em oportunidades de negócio para as obras.
A Construtora Camargo Corrêa foi reconhecida,
no ranking “As melhores da Dinheiro”, da revista IstoÉ
Dinheiro, como líder em Responsabilidade Social e
Ambiental no mercado nacional de construção pesada.
Foram 20 critérios avaliados, entre eles: programas
sociais; gastos e contribuições sociais; plano de metas
anuais para minimizar impactos ambientais; crescimento
do número de profissionais envolvidos em ações sociais.
A Construtora realiza a primeira cerimônia do Prêmio
Padrão Camargo Corrêa. A Obra Padrão do Ano de 2010
foi o Consórcio CCPR-Repar, em Araucária (PR). Outras
doze obras receberam os Selos Prata e Bronze.
14
13
•
6 grandes plantas
processadoras de minérios
e infraestrutura
1.300 km de ferrovias
• 1 estaleiro
• 2.500 km de ruas e rodovias
• 112 km de metrôs
• 3 usinas siderúrgicas
• 180 pontes (3 especiais)
• 3 fábricas de fertilizantes
•
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
16
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
17
COMPROMISSO AMBIENTAL
MEIO AMBIENTE
PRESERVADO
VIVEIRO DE MUDAS DA
HIDRELÉTRICA DE FOZ DO
CHAPECÓ (SC)
Adotar princípios sustentáveis nos canteiros de obra e reduzir
o impacto de suas atividades no meio ambiente são metas
permanentes da Construtora Camargo Corrêa
A Construtora Camargo Corrêa estabeleceu como uma
A aplicação do Sistema de Gestão Ambiental é feita de
meta permanente a melhoria do desempenho ambiental
maneira personalizada em cada obra, considerando as
na execução das suas atividades. Desde sua criação, a
particularidades ambientais de cada localidade. Os requisitos
empresa atuou de maneira ambientalmente responsável
do sistema são aplicados desde a fase de prospecção do
a partir de ações que atendiam às necessidades de
negócio, apontando, por exemplo, as possíveis fragilidades do
economia de recursos naturais, gerenciamento de resíduos
meio natural onde a obra será executada.
e coleta seletiva nas obras. Porém, era preciso fazer ainda
Vale lembrar que muitos dos empreendimentos da
mais. Assim, em 2001, foi criado o Sistema de Gestão
Camargo Corrêa estão localizados em áreas sensíveis,
Ambiental, que permite gerenciar de modo padronizado
como a Amazônia, motivo pelo qual é vital a gestão da
e eficiente todos os pontos que podem trazer algum
obra estar atenta às condições de cada local, pontuando os
impacto ao meio ambiente.
riscos e também as oportunidades de melhoria. O sistema
compreende ainda questões como o planejamento e a
CERTIFICAÇÃO
verificação das licenças ambientais.
A APLICAÇÃO DO SISTEMA
DE GESTÃO AMBIENTAL
É FEITA DE MANEIRA
PERSONALIZADA NAS
OBRAS, CONSIDERANDO
AS PARTICULARIDADES
AMBIENTAIS DE CADA
LOCALIDADE
PROFISSIONAIS DA OBRA DA ESTRADA DA BATALHA (PE)
16
A primeira certificação ISO 14001 foi conquistada pela
Obras com proporções das que são realizadas pela
Camargo Corrêa em 2005, na Usina Hidrelétrica de Barra
Camargo Corrêa causam, invariavelmente, impactos.
Grande. Atualmente, a Camargo Corrêa tem sete obras
No entanto, a companhia trabalha para reduzi-los ao
certificadas: Sistema de Abastecimento de Água da Grande
máximo e também para mitigá-los por meio de um grande
João Pessoa (Sistema Abiaí Papocas), que compreende os
conjunto de ações que envolvem frentes de trabalho como
municípios de Caaporã, Alhandra e Conde (PB), Gasoduto
a preservação da qualidade do ar, proteção e preservação
Caraguatatuba-Taubaté (Consórcio Gastau-SP), Refinaria
do solo, reaproveitamento e tratamento da água, gestão
Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária (PR),
de resíduos, eficiência energética e, ainda, a gestão
Refinaria Henrique Lage – Revap (SP), Hidrelétrica de
de emissões de gases de efeito estufa. Outra frente de
Batalha, localizada entre as cidades de Paracatu (MG) e
trabalho importante é a de proteção e preservação da
Cristalina (GO), Hidrelétrica de Foz de Chapecó, localizada
flora e fauna. Além de atividades de replantio, mudas
em Águas de Chapecó (SC ), e Refinaria Abreu e Lima
de espécies vegetais e sementes nativas são coletadas
(Rnest), localizada em Ipojuca (PE).
e armazenadas para o posterior plantio. O resgate e o
Hoje, o Sistema de Gestão Ambiental da Construtora
afugentamento de animais silvestres são praticados nas
Camargo Corrêa permite que qualquer obra da empresa
áreas a serem suprimidas.
obtenha a certificação ISO 14001.
17
18
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
19
no planejamento estratégico e nas decisões de negócio e
RECONHECIMENTOS
de investimento da companhia uma série de alternativas
Os resultados da efetiva implantação do
que minimizam as emissões de GEE e possibilitam novas
Sistema de Gestão Ambiental da Construtora
oportunidades de negócios.
Os inventários da Construtora Camargo Corrêa são
Camargo Corrêa são atestados pelos diversos
realizados por tipo de obra, e as primeiras medições de
prêmios recebidos, dentre os quais se destacam:
carbono foram feitas em 2007 na Usina Hidrelétrica Foz
- 18º Prêmio Expressão de Ecologia na
do Chapecó e em 2008 no Rodoanel Mário Covas, na
Conservação de Insumos de Produção – Água,
Mina de Bauxita de Juruti (PA), em uma unidade do Centro
com o projeto Uso Consciente da Água, concedido
Educacional Unificado (CEU), na cidade de São Paulo, e no
pela Editora Expressão, Edição 2010 – Recebido
Gasoduto Caraguatatuba-Taubaté. As experiências adquiridas
pela Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar).
- Prêmio Petrobras/Engenharia de Qualidade,
>
Segurança, Meio Ambiente e Saúde para
EDIFÍCIOS DA CIDADE
ADMINISTRATIVA TANCREDO
NEVES, EM MINAS GERAIS
Empresas Contratadas, Edição 2009 – Recebido
pela Refinaria Henrique Lage (Revap).
- Prêmio Socioambiental “Chico Mendes”,
concedido em 2009 pelo Instituto Chico Mendes.
PRINCÍPIOS SUSTENTÁVEIS
Entre as práticas destacadas estão a gestão
NOS CANTEIROS DE OBRA
de Saúde Ocupacional, Controle de Endemias,
Em 2009, a empresa desenvolveu o Manual do Canteiro
Meio Ambiente e Responsabilidade Social.
Sustentável, com o objetivo de materializar os conceitos
O prêmio destacou ainda o projeto Equipes
da sustentabilidade nas estruturas de apoio às obras,
de Salvamento Fauna e Flora, atividade de
cujos princípios básicos são: adequação às pessoas com
resgate de peixes (apoio à ação promovida pelo
deficiência, conforto térmico, acústico e luminoso, redução
cliente Energia Sustentável) e o atendimento às
do consumo de energia, redução dos resíduos líquidos
emergências ambientais.
(efluentes), redução do consumo de água, aproveitamento
de condições naturais locais, reciclagem, reutilização e
redução dos resíduos sólidos, além da análise do entorno e
a inovação. Esses princípios de sustentabilidade, bem como
outras premissas determinadas pelas demais gerências da
companhia, fazem parte do Projeto do Canteiro Padrão.
O Projeto do Canteiro Padrão padroniza as principais
edificações para compor o novo conceito de canteiro,
reduzindo os custos de montagem e mobilização,
incorporando elementos inovadores e garantindo a
incorporação de soluções sustentáveis para redução
de consumo, impactos na instalação e maior conforto
e produtividade do trabalhador.
- 6º Prêmio Brasil Ambiental da Amcham,
PROJETO CANTEIRO PADRÃO PROPÕE EDIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS
GESTÃO DE CARBONO
Os efeitos das mudanças climáticas colocam o desafio
da redução das emissões dos Gases do Efeito Estufa
Americana, na categoria Inovação Ambiental,
para o projeto “Inovações Tecnológicas na
Construção da Usina Hidrelétrica de Jirau para
899,356
(GEE) em uma posição de destaque na agenda de
o Gerenciamento de Resíduos Sólidos”.
739,172
- Prêmio Fritz Müller, concedido em 2008
sustentabilidade das corporações. Com o objetivo de
pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma), pelo
aprofundar e aprimorar a gestão do carbono das suas
trabalho de restauração ambiental do canteiro
operações, o Grupo Camargo Corrêa criou, em 2009, sua
de obras do Aproveitamento Hidrelétrico Salto
Agenda Climática, na qual assumiu compromissos como a
Pilão, nos municípios de Apiúna, Ibirama e
realização do inventário de emissões da empresa e também
a busca contínua da redução do lançamento de gases na
atmosfera. A Construtora, de maneira progressiva, inclui
18
concedido em 2010 pela Câmara de Comércio
Inventários de Emissões de Gases
de Efeito Estufa 2009 e 2010 (TCO2e)
Lontras, em Santa Catarina.
2009
2010
19
20
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
21
Redução de Emissões de Gases
de Efeito Estufa
à normatização da Política Nacional de Mudanças
Climáticas,
definindo
metas
e
compromissos
de
redução de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).
A Construtora Camargo Corrêa assumiu o compromisso de
reduzir 21% de suas emissões de GEE até o ano de 2016 e
37% até 2020, contribuindo assim com os compromissos
firmados internacionalmente pelo Brasil.
GESTÃO DE RESÍDUOS
A gestão dos resíduos das obras da companhia tem
CALDEIRA
PICOTADOR DE MADEIRA
CENTRO INTEGRADO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL
INCINERADOR
como foco a reutilização, a reciclagem e o reaproveitamento
de materiais. A empresa faz uso de recursos como
nesses pilotos foram replicadas para as demais operações
e, atualmente, a empresa realiza o inventário de 100% das
obras nas quais é líder ou detém o controle operacional do
empreendimento. Os inventários seguem a metodologia do
Programa Brasileiro GHG Protocol e da norma ISO 14064, a
mais utilizada por empresas e pelo governo para identificar,
quantificar e gerenciar as emissões.
Ao inventariar suas emissões de GEE nos anos de 2009
e 2010, a Construtora Camargo Corrêa, reconhecendo
centrais de triagem e compostagem, áreas especiais para
armazenamento temporário dos resíduos, coletores para
coleta seletiva e parcerias com prefeituras e cooperativas
de catadores, além de recolhimento de óleo de cozinha e
tratamento dos efluentes das obras.
Dada a sua presença em áreas sensíveis, muitas vezes
em locais remotos, onde a oferta de serviços qualificados
de coleta e tratamento de resíduos é deficiente, a
companhia procura, sempre que possível, realizar o
os riscos e as oportunidades aos quais seu setor está
tratamento no próprio local da obra. Essa medida também
A serragem resultante do processo de picotagem da madeira
exposto, desenvolveu um Plano de Gestão de Carbono
é importante para não sobrecarregar os aterros existentes
é aplicada nas áreas do canteiro que serão recuperadas. Já
em caráter inovador e inédito. No processo, envolveu
nas localidades, uma vez que eles não foram projetados
na Usina Hidrelétrica de Foz do Chapecó, os resíduos de
todos os seus profissionais, para que fossem definidas
para atender a demandas pontuais – e significativas –,
madeira da obra são utilizados como fonte de energia para o
metas e implementadas ações com potencial de redução
como a de geração de resíduos ocasionada por uma obra
aquecimento da água através de uma caldeira.
das emissões de GEE. A iniciativa teve ainda foco no
de grande proporção.
desenvolvimento de uma cultura interna de reconhecimento
Na Usina Hidrelétrica de Jirau, localizada a 150 km
dos benefícios e impactos das decisões tomadas nas
de Porto Velho, onde há dificuldades de logística e de
mudanças do clima.
disponibilidade de empresas licenciadas para realizar a
O objetivo do Plano de Gestão é apresentar as
destinação correta dos resíduos, a adoção do tratamento
ferramentas utilizadas pela empresa na quantificação
local foi a solução mais adequada para garantir os controles
de suas emissões e através de seus inventários
ambientais e legais para toda a destinação dos resíduos
anuais embasar a tomada de decisão, considerando
gerados. A adoção do tratamento local proporcionou à
o potencial de redução de emissões obtido através de
UHE Jirau uma gestão eficiente dos resíduos, na qual a
ações e práticas, bem como orientar o monitoramento
utilização de equipamentos como o britador de resíduos
dessas ações e ajudar a propor novas soluções.
para concreto, um picotador de madeira e incinerador de
O Plano de Gestão de Carbono busca ainda se antecipar
20
PICOTADOR DE PLÁSTICO NA UHE FOZ CHAPECÓ
Reciclagem de Resíduos Sólidos
resíduos perigosos trouxe ganhos econômicos e ambientais.
21
22
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
GESTÃO DA ÁGUA
SISTEMA ELETRÔNICO
PERMITIRÁ INFORMAR AOS
COMPRADORES, EM TEMPO REAL,
A DISPONIBILIDADE DE RESÍDUOS
O uso racional dos recursos hídricos e a redução no
consumo de água são premissas nas obras da Camargo
Corrêa. Com o objetivo de aprofundar seu conhecimento
em relação ao uso de água, a empresa deu início a
um estudo sobre a pegada hídrica da Construtora,
EMPRESA INVESTE EM TECNOLOGIAS PARA O TRATAMENTO
E O REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL
inventariando todo o volume de água consumido,
Com o intuito de sistematizar o processo de gestão
incluindo as principais fontes e sua forma de devolução
de resíduos, a companhia está desenvolvendo uma
do recurso ao meio ambiente.
ferramenta denominada Bolsa de Resíduos. Trata-se de
Dessa maneira, pretende propor medidas de redução
um sistema eletrônico no qual as obras poderão informar
de consumo de água se antecipando à legislação, a
em tempo real os resíduos gerados e receber ofertas para
exemplo da lei de cobrança pelo uso do recurso hídrico
comercialização, doação ou tratamento final.
que já existe em algumas bacias hidrográficas do Brasil.
BOLSA DE RESÍDUOS CAMARGO CORRÊA
Construída em parceria com a empresa Dr. Resíduo
Esse estudo está sendo feito com base nas diretrizes da
é oferecida assistência para estabelecer sistemas
iniciativa Water Footprint Network, o fórum mais avançado
de rastreabilidade, ajudando a mitigar os principais
em relação aos estudos de pegada hídrica do mundo.
riscos socioambientas, e para obter a certificação
Em paralelo, a empresa investe também em tecnologias
que
para o tratamento e o reaproveitamento de água pluvial
independente,
e no reúso da água em atividades como a lavagem de
das operações. Um projeto-piloto está sendo aplicado
equipamentos e a realização de testes hidrostáticos.
em três regiões: Marabá (PA), São Luís (MA) e
comprova,
a
de
legalidade
Porto Velho (RO).
Nas obras da Refinaria Presidente Getúlio Vargas
(Repar), por exemplo, a água pluvial captada é direcionada
para uma cisterna e posteriormente bombeada para uma
caixa-d’água. A água é reaproveitada na limpeza geral
OBRA CCCC
• Gera resíduos que
devem ser destinados
adequadamente
• resíduos de
construção
• madeira
• metal
• papel
• plástico
• óleos
RECICLADOR
• renda
• troca
• doação
• permuta
• obras
• empresas
• associações
• processadores
• beneficiadores
• cooperativas
GOVERNANÇA CCCC
• valores
• entrega
• transporte
• legais
• qualidade
• meio ambiente
• sustentabilidade
• corporativo
• obras
das áreas administrativas e nas descargas dos vasos
sanitários dos vestiários.
Outra forma de reaproveitamento de água é o sistema
de lava botas, pelo qual a água da chuva ou a própria água
utilizada na limpeza das botas dos profissionais é captada
e direcionada para duas caixas de sedimentação, sendo
possível a recirculação e a reutilização dessa água.
MADEIRA SUSTENTÁVEL
A Camargo Corrêa acredita que o manejo florestal
sustentável é uma atividade econômica fundamental para
CCCC
garantir o futuro das florestas da Amazônia.
Ciclo das Transações
Em busca de novos rumos para o setor, a Camargo
Corrêa procura estabelecer relações comerciais com
empresas que podem dar a garantia de que a madeira
GANHOS
SUSTENTABILIDADE
comprada é obtida por meio de manejos florestais
• economia no descarte
• receita e comercialização
• imagem
• desenvolvimento sustentável
• responsabilidade socioambiental
legais e em progressão para a sustentabilidade.
fornecedores
22
ÁRVORE PRESERVADA
NA USINA HIDRELÉTRICA
DE JIRAU
Para isso, a Construtora Camargo Corrêa busca
responsáveis.
Quando
necessário,
23
forma
e
transparente
a
e
sustentabilidade
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
24
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
25
COMPROMISSO SOCIAL
DESENVOLVIMENTO
SOCIAL RESPONSÁVEL
INICIATIVAS DA CONSTRUTORA AJUDAM
NO DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADES
NO ENTORNO DAS OBRAS
O Sistema de Gestão de Responsabilidade Social possibilita estabelecer
um diálogo com as partes interessadas que afetam ou são afetadas
pelos empreendimentos da companhia, de forma a diagnosticar,
monitorar e controlar os possíveis impactos sociais
O bem-estar social é uma das maiores prioridades da
Construtora Camargo Corrêa. A execução de cada um
dos projetos é orientada à redução máxima dos impactos
negativos e ao alcance de benefícios reais em prol de
seus profissionais e das comunidades no entorno dos
empreendimentos.
Para isso, a empresa conta com o Sistema de Gestão
de Responsabilidade Social, que envolve uma série
de ferramentas de planejamento e controle baseadas
nas diretrizes da NBR 16001, a norma brasileira de
Responsabilidade Social.
SISTEMA DE GESTÃO DE
RESPONSABILIDADE SOCIAL
MISSÃO
• Aprimorar o relacionamento com as partes
A QUALIDADE DE VIDA DOS PROFISSIONAIS
QUE TRABALHAM NAS OBRAS TAMBÉM É UMA DAS
PREOCUPAÇÕES DA CONSTRUTORA
interessadas, compreendendo e identificando
suas necessidades.
• Avaliar e mitigar impactos que o meio social
A disciplina na execução dessas atividades colabora para
em que o projeto está inserido causa no
uma maior inserção da empresa nas estruturas locais e
empreendimento.
contribui para a construção de relações de qualidade com as
• Apoiar a seleção, a formação e a qualificação
partes interessadas, na medida em que é possível identificar
de mão de obra.
e compreender as necessidades de cada stakeholder.
24
>
26
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
27
COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO
Além de conhecer os impactos no empreendimento e na
atividades na empresa, todos são devidamente orientados
A eficácia do Sistema de Gestão de Responsabilidade
sobre seus direitos e deveres, os valores e as práticas da
Social, bem como de todas as iniciativas sociais
Camargo Corrêa, os compromissos e as obrigações com
Durante a fase de planejamento da obra são identificados
desenvolvidas pela empresa, depende diretamente
a segurança do trabalho e com o meio ambiente, além do
os stakeholders do projeto e mapeadas as necessidades,
do comprometimento dos profissionais com as ações
relacionamento esperado com as comunidades do entorno.
as expectativas e o grau de influência de cada um dos
propostas. E essa é uma tarefa complexa para uma
públicos de interesse. Com base nesse levantamento, são
companhia da natureza da Construtora Camargo Corrêa,
Comportamento e Relacionamento do Profissional. Trata-se
avaliadas as relações e, então, é desenvolvido um Plano
que envolve em cada empreendimento um número
de um material ilustrado que, de maneira simples e objetiva,
de Gerenciamento de Stakeholders para potencializar as
muito expressivo de trabalhadores.
transmite e reforça o conteúdo do Código de Conduta do
sociedade, o Sistema também contempla o atendimento aos
requisitos legais e às normas internacionais.
Um exemplo é a Usina Hidrelétrica de Jirau, em
influências positivas e minimizar as negativas.
análise de decretos, leis, resoluções e normas aplicáveis
ao empreendimento no aspecto social, para que sejam
atendidos e reavaliados durante todo o projeto.
Com base no Plano de Gerenciamento de Stakeholders
e nos requisitos legais, são definidos objetivos e metas,
A OBRA DA CAMARGO CORRÊA NA REVAP, EM SÃO
JOSÉ DOS CAMPOS (SP), FOI A PRIMEIRA DA EMPRESA A SER
CERTIFICADA NA NORMA BRASILEIRA DE RESPONSABILIDADE
SOCIAL, NBR 16001
originando o Programa de Gestão Social, que contém os
meios, as funções e os prazos para o cumprimento do
que foi proposto.
Na fase de execução, o relacionamento com as
OBRAS CERTIFICADAS
comunidades e as autoridades locais, estaduais e federais
O Sistema de Gestão de Responsabilidade
constitui atividade permanente de gerenciamento, visando
Social da Construtora Camargo Corrêa foi
difundir e divulgar informações sobre o empreendimento
aplicado pela primeira vez, de maneira piloto,
– sua aplicação e benefícios, bem como as diretrizes e as
na obra da Refinaria Henrique Lage (Revap),
políticas aplicadas na construção.
em São José dos Campos (SP), o que resultou
Os profissionais, considerados como um dos mais
em sua certificação com a NBR 16001, a norma
necessidades. São realizadas campanhas, pesquisas
foram certificadas: a Hidrelétrica de Batalha,
de clima organizacional e instituídos mecanismos
localizada entre as cidades de Paracatu (MG) e
de comunicação e de lazer, buscando uma melhor
Cristalina (GO), a Refinaria Presidente Getúlio
qualidade de vida.
Vargas (Repar), em Araucária (PR), e a Refinaria
O monitoramento é outra etapa vital do Sistema, na
Abreu e Lima (Rnest), localizada em Ipojuca (PE).
qual é verificado constantemente se as atividades e
A criação do Sistema e as experiências
desses
desenvolveu
o
Guia
a dia dos empreendimentos.
contratadas, isso sem contar os empregos indiretos e
as oportunidades de negócios geradas para o comércio
e para os produtores agrícolas locais.
A comunicação eficiente é fundamental, e a empresa
conta com um grande conjunto de ferramentas destinadas
ao público interno, como informativos, jornais, Linha Ética
e um sistema de Ouvidoria, composto de atendimento
presencial, caixas para manifestações e um telefone
0800, a Linha Direta E&C.
Outro pilar importante desse processo, que favorece o
esclarecimento e o engajamento dos profissionais com os
valores da companhia, é o Programa de Integração, pelo
qual passam 100% dos funcionários. Antes de iniciar suas
tratamento específico para atendimento às suas
A partir daí, outras obras da empresa também
longo
também
importantes stakeholders nesta fase, recebem um
brasileira de Responsabilidade Social.
ao
companhia
os planos de ação previstos estão sendo executados
projetos
da maneira como foram desenhados, bem como se
possibilitam à Construtora, mesmo em obras
os resultados estão sendo alcançados. Esse conjunto
que não são submetidas ao processo de
de indicadores sociais estabelecidos para cada obra é
certificação, uma atuação alinhada com as
enviado mensalmente para a área de Responsabilidade
diretrizes da norma NBR 16001.
Social corporativa da companhia.
26
de
Grupo Camargo Corrêa e traz assuntos relacionados ao dia
Rondônia. A obra chegou a ter 20 mil pessoas
Também nesta fase, tem início a identificação e a
acumuladas
A
PARCERIAS PARA A SUSTENTABILIDADE
A Camargo Corrêa acredita que o desenvolvimento
presencial e uma série de encontros que abordam
sustentável da sociedade só será conquistado a
temas como: saúde e segurança do trabalho, questões
partir de uma transformação coletiva. Por isso, além
relativas a direitos humanos, como a proibição do
dos seus profissionais, procura influenciar também
trabalho infantil e forçado, inclusão de pessoas com
os seus fornecedores a adotarem práticas de
deficiência (PCDs), mudanças climáticas, gestão de
trabalho alinhadas às diretrizes de sustentabilidade
resíduos, entre outros.
da companhia.
Além de disseminar esses conceitos, a companhia
O Programa Parcerias para a Sustentabilidade tem
averigua a efetividade das ações implementadas
como foco os fornecedores estratégicos. Com ele, a
pelas empresas parceiras por meio do processo de
Construtora oferece aos parceiros acompanhamento
qualificação, avaliação e visitas.
27
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
28
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
29
CAPACITAÇÃO
EDUCAR PARA
DESENVOLVER
Programas de capacitação garantem a formação, o aprimoramento
das habilidades e o desenvolvimento dos profissionais
DIVERSIDADE E
INCLUSÃO SOCIAL SÃO
QUESTÕES TRATADAS
COMO PRIORIDADE
PELA CONSTRUTORA
Desenvolvido em parceria com o Instituto Camargo Corrêa
Em virtude do alcance e dos resultados conquistados,
e o Senai/RO, o Geração Sustentável teve como objetivo
o Programa Geração Sustentável conquistou, em 2010, o
capacitar moradores do estado em trabalhos específicos,
primeiro lugar na 14ª Edição do Prêmio Sesi Qualidade
voltados à construção de hidrelétricas. Espaços para
no Trabalho.
as aulas foram construídos e adaptados e uma unidade
Investir no desenvolvimento de seus líderes também
móvel também foi criada para atender as localidades mais
é fundamental, e a companhia criou o Programa de
distantes. O Geração Sustentável capacitou cerca de 10
Treinamento e Valorização de Encarregados e Supervisores
mil pessoas em 36 meses e encaminhou pelo menos 70%
para aprimorar a gestão do conhecimento operacional dentro
dessas pessoas não apenas para Jirau, mas também para
dos padrões de excelência da Camargo Corrêa. O Programa
os demais empreendimentos da região.
original é composto de seis módulos (Liderança; Prevenção
O Programa contemplou ainda a capacitação de pessoas
de Acidentes e Doenças Ocupacionais; Produtividade;
com deficiências (Geração PCD) e de aprendizes (Geração
Ferramentas de Planejamento e Gestão; Programa Célula
Aprendiz), possibilitando a inserção de jovens no mercado
de Trabalho; Sistema Integrado de Gestão de Obras) e já foi
de trabalho formal.
vislumbrada a implantação de novos módulos.
para Jovens e Adultos – EJA), formação profissional, saúde
e segurança no trabalho e gestão empresarial para os seus
funcionários. O currículo de cada curso de capacitação
será único, sendo adequado às necessidades de formação
específicas da companhia. Essa parceria possibilita atender
às demandas dos empreendimentos nas mais variadas
CONSTRUTORA INVESTE EM PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO
localidades.
O desenvolvimento econômico do Brasil nunca esteve
O Programa Geração Sustentável, criado para a obra da
tão acelerado, mas o país ainda esbarra em dificuldades
Usina Hidrelétrica de Jirau, é um exemplo bem sucedido de
históricas, como o déficit educacional e a falta de mão
transformação social, tendo como principal via a educação
de obra qualificada.
e o incentivo ao desenvolvimento, à geração de renda e à
A Construtora se depara diariamente com esse desafio.
qualidade de vida.
Assim, desenvolve e apoia programas de capacitação que
O estado de Rondônia viveu um momento de
visam tanto a formação de novos profissionais como o
grande crescimento e de forte migração motivada
aprimoramento das habilidades, possibilitando que essas
pela construção de outra hidrelétrica, além de Jirau,
pessoas evoluam em suas carreiras.
e pela implantação de novas indústrias. A chegada de
A empresa está consolidando parcerias com as principais
pessoas de outros estados lotou a capital e municípios
entidades de qualificação de mão de obra do país, como
circunvizinhos e afetou a competitividade do mercado
Sesi-Senai-IEL, na oferta de soluções em educação (Escola
de trabalho local.
28
PROGRAMA GERAÇÃO SUSTENTÁVEL, DA USINA HIDRELÉTRICA DE JIRAU, É EXEMPLO BEM-SUCEDIDO DE
TRANSFORMAÇÃO SOCIAL
29
30
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
TREINAMENTO E
VALORIZAÇÃO DO PRIMEIRO
NÍVEL DE LIDERANÇA
OPERACIONAL É UM DOS
PRINCIPAIS INVESTIMENTOS DA
CONSTRUTORA NA FORMAÇÃO
DE SEUS PROFISSIONAIS
OPORTUNIDADE PARA TODOS
A diversidade e a inclusão também são questões
vistas como prioritárias pela Camargo Corrêa. O setor
da construção civil pesada caracteriza-se por ser um
ambiente predominantemente masculino no que diz respeito
ambiente das obras não seja favorável à contratação de PCDs,
à contratação de mão de obra, mas a presença feminina
devido aos riscos das atividades de campo e à existência de
na operação é cada vez maior nos canteiros da empresa.
frentes de trabalho distantes e isoladas, a companhia investe
É comum ver na linha de frente das obras mulheres
na criação de vagas e na oferta de condições adequadas para
desempenhando funções como sinaleira, operadora de
contratar e reter esses profissionais em seu quadro.
caminhão betoneira e soldadora. Além disso, a contratação
Uma iniciativa importante que vem permitindo a
de topógrafas e técnicas de segurança do trabalho, posições
concretização das ações para a inclusão de um número cada
que eram tradicionalmente ocupadas por homens, também
vez maior de PCDs no quadro de colaboradores da empresa
demonstra o avanço em relação à presença de mulheres.
é um acordo tripartite, elaborado entre Construtoras, a
A inclusão de pessoas com deficiência (PCDs) é outro
superintendência Regional do Ministério do Trabalho de São
desafio assumido pela empresa. Mesmo que muitas vezes o
Paulo e o Sindicato Patronal dos Trabalhadores do Setor
>
Avanço por Obra* - 2011
INICIATIVAS BUSCAM APRIMORAR
A GESTÃO DO CONHECIMENTO
OPERACIONAL NA CONSTRUTORA
*Programa de Treinamento e Valorização de Encarregados e Supervisores
30
31
32
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
33
NA LINHA DE FRENTE DAS
OBRAS, É COMUM VER
MULHERES EM FUNÇÕES
TRADICIONALMENTE
OCUPADAS POR HOMENS
APRENDIZ COM DEFICIÊNCIA
A implantação de programas como o Aprendiz
com Deficiência, que une o desenvolvimento e
a inclusão de profissionais com deficiência no
segmento da construção pesada, na obra da Repar,
em Araucária, rendeu ao projeto uma homenagem
no II Prêmio Faciap de Responsabilidade Social,
de Construção Pesada. Esse importante acordo, além de
realizado durante a convenção Anual da Federação
definir metas intermediárias para a contratação escalonada
Paranaense das Associações Comerciais.
de PCDs até o atendimento do percentual legal, incentiva
Outros dois casos de sucesso da empresa
as organizações a investirem em ações, como programas
foram a contratação de mais de 100 pessoas com
de qualificação e sensibilização em prol desse público. A
deficiência na obra do Mineroduto Minas-Rio e em
empresa não só aderiu à proposta como também participou
torno de 50 no projeto Barro Alto (GO).
do grupo de trabalho responsável pela elaboração dos
acordos.
PROFISSIONAL COM DEFICIÊNCIA TRABALHANDO NA USINA HIDRELÉTRICA DE JIRAU
32
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
34
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
35
COMPROMISSO COM A COMUNIDADE
DEFESA DOS DIREITOS
DAS CRIANÇAS E DOS
ADOLESCENTES
A violência sexual contra crianças e adolescentes é uma questão
para qual a sociedade não pode fechar os olhos
A cada nova construção, milhares de homens
Para ajudar no enfrentamento desse grave problema social,
chegam a cidades que, muitas vezes, caracterizam-se
a Construtora implementou o Programa Grandes Obras pela
por municípios carentes de recursos, onde as políticas
Infância em parceria com a Childhood Brasil e com o Instituto
sociais básicas não são suficientes para o atendimento da
Camargo Corrêa. O objetivo é desenvolver ações de combate
população. As crianças e os adolescentes acabam por
à violência sexual contra crianças e adolescentes nas áreas de
fazer parte de um grupo em situação de vulnerabilidade
influência das obras da Camargo Corrêa, voltadas para seus
muito suscetível à exploração sexual.
profissionais e para o fortalecimento da rede de proteção dos
direitos de crianças e adolescentes.
A primeira implantação do Programa Grandes Obras pela
Infância ocorreu, de maneira piloto, na Usina Hidrelétrica
de Jirau e, posteriormente, foi expandida para o Mineroduto
Minas-Rio, a Refinaria do Nordeste e a Estrada da Batalha
(PE ), a Usina Hidrelétrica Batalha (GO) e para as obras de
reurbanização da Vila do Mar (CE).
A companhia está expandindo o Programa para todas as
suas obras a partir de 2012.
O GRANDES OBRAS PELA INFÂNCIA SENSIBILIZA O PÚBLICO INTERNO E FORTALECE A REDE DE PROTEÇÃO
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
O projeto tem duas linhas de atuação:
A CONSTRUTORA DESENVOLVE
AÇÕES DE COMBATE À VIOLÊNCIA
SEXUAL INFANTIL EXCLUSIVAS
PARA SEUS PROFISSIONAIS
34
Público Interno – Destinado aos profissionais da
Público externo – As atividades se destinam ao
A Construtora Camargo Corrêa também é signatária
Construtora Camargo Corrêa, bem como aos que são de
fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos
do pacto Na Mão Certa, criado pela Childhood Brasil, que
empresas subcontratadas, terceirizadas e fornecedores.
da Criança e do Adolescente (SGDCA). A metodologia
procura enfrentar a exploração sexual nas estradas do
A partir dessa frente de atuação, são realizadas ações de
utilizada tem como princípio a participação de agentes
Brasil. Embora não possua frota de transporte própria,
comunicação, sensibilização e campanhas informativas
públicos, demais atores do SGDCA, além da equipe técnica
a companhia realiza um trabalho de sensibilização sobre
nos diversos canais de comunicação e nas rotinas de
e gestores de empresas parceiras e terceirizadas, para
o tema com todos os seus fornecedores de transporte,
trabalho das obras, além da formação de gestores e
a construção de um projeto local de enfrentamento, por
convidando-os a serem também signatários do pacto e se
multiplicadores.
município ou região.
unirem à causa.
35
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
36
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
37
COMPROMISSO COM A COMUNIDADE
AÇÕES COM A
COMUNIDADE
Projetos sociais da Camargo Corrêa elevam a qualidade de vida
das comunidades do entorno das obras
A Construtora Camargo Corrêa coloca em prática
uma série de projetos criados com o objetivo de elevar
Algumas
importantes
iniciativas
apoiadas
pela
empresa são:
de
Ambiental da Usina Hidrelétrica de Jirau, o projeto visa
Empreender – Promove ações de
a produção em larga escala mudas de plantas frutíferas,
obras. Iniciativas, estratégias e orçamentos referentes ao
associativismo e cooperativismo em todos os elos
como abacaxi, açaí e banana, de alto valor genético e
desenvolvimento comunitário fazem parte do planejamento
da cadeia produtiva. Tem como proposta fomentar o
qualidade sanitária, por meio de técnicas biotecnológicas.
anual e plurianual da empresa.
empreendedorismo a partir de práticas voltadas para
As mudas serão distribuídas aos produtores participantes
Os projetos comunitários são realizados com o Instituto
a gestão de negócios, a capacitação em tecnologia de
do projeto Tempo de Empreender.
Camargo Corrêa, parceiros e instituições sociais locais,
produção e a implementação de tecnologia social, com
tendo como missão articular e fortalecer organizações
especial atenção aos jovens.
a qualidade de vida das comunidades no entorno de suas
Tempo
Biofábrica Jirau – Localizada no Centro de Educação
que contribuam para a formação integral de crianças,
adolescentes e jovens, visando ao desenvolvimento
Terra do Cristal – Realizado em Cristalina (GO), o
objetivo da iniciativa é o desenvolvimento do Arranjo
BIOFÁBRICA PRODUZ MUDAS DE PLANTAS
EM LARGA ESCALA
O projeto é realizado em diversas localidades do Brasil,
Produtivo Local de minerais e cristais, visando à
como Águas do Chapecó, São Carlos (SC) e Alpestre
sustentabilidade socioambiental, à inserção nos mercados
Consórcio das Artes – Realizado em Ipojuca (PE), o
No Programa Futuro Ideal, voltado ao empreendedorismo
(RS), onde são beneficiadas 160 famílias, e também nos
nacional e internacional e ao incremento de renda para
projeto envolve três grupos produtivos: Bioartes, Praça do
e à geração de renda para jovens, o número de projetos
distritos de Abunã, Jaci-Paraná, Mutum Paraná e União
todos os envolvidos da cadeia produtiva, beneficiando
Baobá e Arte da Ilha. O objetivo é estruturar esses grupos
aumentou de quatro em 2008 para 29 em 2011.
Bandeirantes, em Rondônia, onde são contempladas
profissionais do segmento de joias, gemas e artesanato
artesanais visando à geração de trabalho e renda, por
outras 280 famílias de produtores rurais. Já em Cabo de
mineral. A meta é qualificar cerca de 600 pessoas.
meio de atividades de capacitação gerencial e tecnológica,
Santo Agostinho (PE), o projeto proporciona renda para
O Sebrae Goiás é parceiro do projeto.
abertura de canais de comercialização, aquisição de
comunitário sustentável.
Atuação do Instituto Camargo Corrêa
DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO
Infância Ideal
Escola Ideal
Futuro Ideal
Proteção dos direitos
da infância
Educação pública de
qualidade
Empreendedorismo
e geração
de trabalho e renda
25 jovens e envolve uma rede de pequenos produtores.
equipamentos e melhoria de infraestrutura.
O Tempo de Empreender desenvolve atividades ainda em
Construtora, participam do projeto o Consórcio CNCC, o
cidades de Mato Grosso, em Tucuruí (PA) e na Serra do
Sebrae Pernambuco e o Instituto Ideia.
Além da
Facão (GO) e tem o Sebrae como parceiro.
No Passo Ideal – Também tendo como foco a região
IDEAL VOLUNTÁRIO
Óleo Vale – Com a criação de uma unidade de
de Ipojuca (PE), a iniciativa fortalece e estimula o
reciclagem de óleo vegetal usado, na cidade de São José
empreendedorismo e a geração de renda para os grupos
dos Campos (SP), o objetivo do projeto Óleo Vale é, além
culturais Alfaias da Praia e Iapoiuque. Prevê o aumento
de dar a destinação correta a esse resíduo, incrementar a
do faturamento dos grupos, a ampliação do número de
renda mensal dos integrantes da Cooperativa de Produtos
participantes e a mobilização de parceiros para a sua
Recicláveis do Jardim São Vicente. A iniciativa conta com
Estímulo à ação cidadã
a parceria da Aliança Empreendedora.
36
sustentabilidade. São parceiros do projeto o Consórcio
PARTICIPANTE DO TERRA DO CRISTAL, REALIZADO EM GOIÁS
CNCC, o Sebrae Pernambuco e o Instituto Ideia.
37
38
CAMARGO CORRÊA
PERFIL SOCIOAMBIENTAL
EXPEDIENTE
CONSTRUTORA CAMARGO CORRÊA
EQUIPE TÉCNICA
Conselho de Administração
Gerência de Sustentabilidade
e Comunicação Externa
João Ricardo Auler
Albrecht Curt Reuter-Domenech
Celso Ferreira de Oliveira
Luiz Roberto Ortiz Nascimento
Marcelo Pires Oliveira Dias
Vitor Sarquis Hallack
Kalil Antônio de Alcântara Farran
Amanda Lucindo
Fernando Batista de Andrade
Ricardo Sampaio Fernandes
Gerência de Responsabilidade Social
Presidente
TEMPO DE EMPREENDER
PROMOVE AÇÕES
DE ASSOCIATIVISMO E
COOPERATIVISMO ENTRE
PRODUTORES RURAIS
PetLimpa – O objetivo é ampliar o faturamento da
(RJ), a iniciativa contribui para o aumento das vendas
Cooperativa dos Catadores e Recicladores do Noroeste
da Cooperativa de Bordados de Natividade por meio de
de Minas (Coopercicla) e a renda dos seus cooperados
capacitações técnicas e gerenciais, investimentos em
por meio da produção e da comercialização de vassouras
equipamentos e adequação do espaço físico. A cooperativa
feitas de garrafas PET para uso doméstico, industrial e
é composta de 44 mulheres e o projeto já proporcionou
limpeza urbana. A Coopercicla já ampliou sua capacidade
um salto de cerca de 80% no faturamento mensal. O
de produção para 4 mil vassouras mensais com
Instituto Meio é parceiro do projeto.
incomensuráveis ganhos ao meio ambiente.
Onda Empreendedora – O projeto foi criado com a
Alimentos Artesanais do Grama – Realizado em
missão de tornar a atividade de fabricação de pranchas
Santo Antônio do Grama (MG), região do entorno
de surf um negócio rentável, que traga modernização ao
das obras do Mineroduto Minas-Rio, o projeto tem o
processo produtivo e ao mesmo tempo contribua para a
objetivo de criar e estruturar uma unidade produtiva de
geração de ocupação e renda. Realizado em Fortaleza
alimentos artesanais. O projeto desenvolve atividades
(CE), envolve mais de 20 jovens, todos adeptos do esporte
de mobilização de jovens, sensibilização da comunidade,
e que, em sua maioria, já desenvolvem atividades de
identificação de lideranças e articulação com parceiros
negócios inseridas na cadeia produtiva do surf na cidade.
locais. Conta com a parceria da Anglo American e do
A cooperativa Coopersuf será instalada em um espaço
Instituto Meio.
da obra do Projeto Vila do Mar cedido pela Prefeitura
Dalton Santos Avancini
Carolina Righi De Stefano
Patrícia Gorgulho Rezende
Vice-Presidentes
APOIO CORPORATIVO
André Clark Juliano
Carlos Roberto Ogeda Rodrigues
Eduardo Hermelino Leite
Marcelo Sturlini Bisordi
Raggi Badra Neto
Gerência de Comunicação Externa –
Camargo Corrêa S/A
Maurício Espósito
Gerência de Comunicação Interna
Diretoria
Denise Pragana
Adherbal da Costa Moreira Neto
Elias Herrmann
Emilio Eugenio Auler Neto
Enes Vilela Marques Faria
Francisco Borin Graziano
Jorge Arnaldo Curi Yazbek
Luiz Carlos Martins
Luiz Eduardo Appendino
Luiz Sergio Matias Bueno
Marco Antonio Bucco
Marco Antonio de Araujo Costa
Mauro Grecco
Paulo Augusto Santos da Silva
Silvério Totaro Gabin
Tharcizio Calderaro Pinto Junior
REDAÇÃO
TV1 Conteúdo
PROJETO GRÁFICO
MECCA Design
FOTOS
Acervo Camargo, Thinkstock e Shutterstock
Municipal de Fortaleza. Os parceiros no projeto são
Bordadeiras Natividade – Também realizado no
entorno das obras do Mineroduto, na cidade de Natividade
38
a Prefeitura Municipal de Fortaleza, o Sebrae-CE e o
Sistema OCB/Sescoop.
Perfil Socioambiental | 1ª edição – 2012 – É proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização da Camargo Corrêa.
39
Av. Brig. Faria Lima, 1663 – 6º andar
Jardim Paulistano – 01452-001 – São Paulo – SP
www.camargocorrea.com.br